Havan em Uberaba reabre após fim de semana descumprindo decreto municipal

 

Reportagem do Jornal da Manhã flagrou a loja da Havan em Uberaba de portas abertas, em funcionamento normal, na manhã desta segunda-feira (11). Durante o fim de semana, a loja foi autuada por descumprimento ao decreto municipal 5.459, que autoriza a abertura do comércio somente de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, devendo, portanto, estarem fechadas todas as lojas, à exceção de serviços essenciais, durante o fim de semana.

No sábado, a Havan foi multada em R$ 2.580, correspondentes a 10 Unidades Fiscais do Município (UFMs), por abrir as portas e ainda permitir a entrada de clientes, descumprindo decreto municipal em vigência de combate ao coronavírus. A pena para quem descumpre as determinações podem variar entre advertência, multa, interdição e cassação do alvará.

Após determinação para que fosse fechada imediatamente no sábado, a loja da Havan voltou a abrir no domingo. Diante da reincidência da infração, a Guarda Municipal retornou ao local, que foi interditado.

Enquanto a reportagem esteve próxima à entrada da loja da Havan nesta manhã, foi possível ver que estava aberta, inclusive com pessoas entrando e saindo do estabelecimento, o que o decreto 5.459 não permite. Alguns consumidores, inclusive, deixavam a loja com carrinhos de compras cheios. Funcionários da loja não autorizaram a entrada da equipe e não quiseram falar com a reportagem, que também tenta acesso à assessoria de imprensa da Havan desde sábado. O único e-mail respondido se limita a dizer que “a empresa não tem um posicionamento sobre o assunto. Obrigada por nos procurar”, assinada por jornalista da New Age Comunicação, em nome da Havan.

Em contato com o Departamento de Posturas, a reportagem foi esclarecida que a Havan não poderia estar funcionando, o que torna a loja novamente reincidente, uma vez que o estabelecimento segue interditado desde ontem (10). Além disso, fiscais estão a caminho da loja para averiguar e, se pertinente, determinar novas sanções, estando sujeita, inclusive, à cassação do alvará.

Reportagem em atualização

Postado originalmente por: JM Online – Uberaba

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: