Maio Amarelo: falta do cinto de segurança e uso de celular são as infrações mais registradas

 O projeto Maio Amarelo, promovido pela Prefeitura Municipal de Uberaba, por meio da Secretaria Municipal de Defesa Social, Trânsito e Transporte (Sedest), fechou a semana com um balanço parcial de abordagens a veículos e pedestres durante as blitze. Com o tema “Minha escolha faz a diferença no trânsito”, o chefe da seção de Educação no Trânsito, Hélio Reis, informa que foram entre 3 e 5 mil abordagens em cada parada, pois alguns locais são mais movimentados.
Hélio indica algumas infrações graves e muito recorrentes na maioria das blitze praticadas, como não usar o cinto de segurança e uso de celular ao volante. “Percebemos em todas as ações, que as mulheres são as mais cuidadosas, pois respeitam as leis mais do que os homens. São mais precavidas”, comenta.
De acordo com ele, há uma atenção especial para a travessia da faixa de pedestre. Hélio explica que em algumas cidades do país já se aplica multa a pedestres que desrespeitam a regra de atravessar na faixa. Outra preocupação, segundo ele, é de que os motoristas de carros ao parar na faixa precisam, algumas vezes, fazer sinal ou ligar o pisca-alerta para ajudar na educação do motorista de trás. O chefe de Educação no Trânsito ressalta outro fator: jovens com fones de ouvido que atravessam sem prestar atenção no trânsito.
A programação do Maio Amarelo conta ainda, durante todo o mês, com palestras de educação no trânsito em empresas de Uberaba, além da continuação das ações nas ruas da cidade. Os temas das palestras abordam tanto as leis de trânsito quanto o combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.
O slogan da campanha “Minha escolha faz a diferença no trânsito” tem a intenção de que as pessoas realmente mudem, promovendo atitudes positivas para evitar mais acidentes. O educador de trânsito sugere ações simples, como unir pais vizinhos para levar os filhos à escola utilizando apenas um veículo. Hélio enfatiza que serão 20 dias de ação na cidade e depois disso, as blitzes serão punitivas, com multas.
As atividades acontecem com parcerias com Departamento da Guarda Municipal, Superintendência de Trânsito, Defesa Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiro, Consep, Sest Senat e Tiro de Guerra.

Postado originalmente por: JM Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: