Mudanças na avaliação de condutores levam donos de CFCs à capital federal

Proprietários de Centros de Formação de Condutores (CFCs) de toda região estão apreensivos com mudanças que podem ser implementadas em breve pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Líder classista e empresário de Uberaba estiveram em Brasília na última semana tentando diálogo com o governo. 

As lideranças foram recepcionadas pelo general Jamil Megid Júnior, secretário nacional de Transportes Terrestres do Ministério da Infraestrutura (Minfra). Eles ouviram que um dos pontos que podem mudar é a avaliação teórica. Atualmente, o exame é composto por 30 questões e o candidato necessita acertar 21 respostas para ser aprovado. A mudança pretende estabelecer a avaliação com 75 questões e criar um banco nacional com questões de legislação de trânsito. “Sabemos que eles querem mudar o processo da CNH, mas conseguimos poucas informações”, revela Paulo Alexandre.

A preocupação é tamanha que Alessandro Dias, presidente do Sindicato dos Proprietários de Centros de Formação de Condutores de Minas Gerais (Siprocfc-MG), foi a Brasília buscar apoio junto a deputados federais. Ele foi recebido por pelo menos seis parlamentares, incluindo membros da Comissão de Viação e Transporte (CVT). "A preocupação é expor a realidade do setor, pois alterações sem debate representam um risco para o país e para a formação de condutores. Mudanças profundas não podem ocorrer sem amplo diálogo e discussão, como está acontecendo", explicou Alessandro.

O simulador de trânsito pode ser facultativo, cabendo ao aluno fazer a escolha por realizá-lo ou não. Pela falta de diálogo com o governo, nenhuma pessoa consultada pela reportagem soube informar se há previsão de mudanças para o exame prático de direção. No início do ano o presidente Jair Bolsonaro (PSL) anunciou, por meio das redes sociais, mudanças no tempo de validade de cinco para 10 anos da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Com a extinção do Ministério das Cidades, o Contran e o Denatran tiveram suas funções assumidas pelo Ministério da Infraestrutura. 

Aprovação. Entre os Centros de Formação de Condutores de Uberaba o índice de aprovação no exame teórico para obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) está entre 50% e 78,79%. Levantamento foi realizado ontem na base de dados do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) pelo Jornal da Manhã.

Postado originalmente por: JM Online – Uberaba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: