Pelo terceiro mês seguido, cidade tem saldo positivo de empregos

Pelo terceiro mês seguido, o município tem bom desempenho na geração de empregos, seguindo a tendência nacional. O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), mostra que o município apresentou saldo positivo na geração de vagas com carteira assinada em outubro.
No mês passado, Uberaba registrou 3.060 admissões contra 2.685 demissões, resultando na abertura de 375 novos postos de trabalho no período. Em setembro, o saldo foi de 252 vagas criadas e em agosto, 9. No entanto, considerando o balanço de contratações nos últimos 12 meses, o resultado ainda é negativo, pois nesse período houve o fechamento de 611 postos de trabalho. Mas de janeiro a outubro o saldo do ano é positivo com a abertura de 659 vagas.
A indústria de transformação foi o setor que alavancou o bom desempenho na cidade no mês passado, pois admitiu 575 operários e desligou 440. Esse quadro resultou na abertura de 135 vagas de emprego com carteira assinada nas fábricas de Uberaba. Depois de apresentar baixo desempenho vários meses seguidos, os estabelecimentos comerciais ganharam força em outubro, quando houve a abertura de 107 postos. No período, o comércio local contratou 850 funcionários com carteira assinada e demitiu 743 atendentes.
O setor de serviços também continua apresentando bons resultados. No mês de outubro, as empresas de Uberaba contrataram 1.087 prestadores de serviços e demitiram 988, promovendo a abertura de 99 postos de trabalho formal na cidade. Já os empreendimentos agropecuários que apresentaram resultado negativo em setembro, com o fechamento de 64 vagas formais de emprego, recuperaram o desempenho. Em outubro, o setor contratou 165 trabalhadores rurais e demitiu 99, o que resultou na abertura de 66 postos.
Empresas voltadas para o serviço industrial de utilidade pública e a administração pública encerraram o mês de outubro com saldo zerado na geração de empregos. Enquanto o serviço industrial contratou cinco pessoas para trabalhar nas fábricas de Uberaba e demitiu outras cinco, a administração pública, que chegou a fechar vagas em meses anteriores, zerou o saldo de contratações.
Por outro lado, setores que apresentaram alguma melhora na abertura de vagas de trabalho formal há alguns meses, voltaram a registrar queda no índice de empregabilidade. A construção civil, que apresentou leve recuperação em setembro, com a abertura de seis vagas com carteira, encerrou o mês de outubro com 27 postos de trabalho a menos.
Isto porque as construtoras da cidade admitiram 370 empregados e demitiram 397. A situação barra novamente a tendência de recuperação no setor de edificação uberabense que era esperada para o segundo semestre deste ano. Já o setor de extrativismo mineral contratou oito funcionários e demitiu 13 trabalhadores formais, o que resultou no fechamento de cinco postos formais de emprego.

Postado originalmente por: JM Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: