Professores da rede particular fazem atos nas portas das escolas

Com audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 3ª Região, em Belo Horizonte, marcada para o próximo dia 3, professores da rede particular de ensino mantêm movimento grevista com atos diante de escolas na cidade. Na quinta-feira (28), integrantes do Sindicato dos Professores de Minas Gerais (SinproMinas) fizeram também uma carreata por várias ruas da cidade, passando diante dos estabelecimentos de ensino.
Segundo o diretor regional do SinproMinas em Uberaba, Marcos Mariano, a expectativa é que a adesão ao movimento cresça nos próximos dias. Até o momento nenhuma escola parou totalmente, mas, segundo o sindicalista, os professores estão mobilizados, apesar da pressão que sofrem. De acordo com Mariano, o movimento, com os atos na porta das escolas, busca o apoio e solidariedade da comunidade escolar sobre a pauta que a categoria defende “e que vem sendo negligenciada pelos donos das escolas, representados pelo sindicato patronal”.
A principal reivindicação dos professores é a assinatura da Convenção Coletiva de Trabalho já negociada ou o julgamento do Dissídio Coletivo. O SinproMinas faz avaliação positiva do movimento e, como resultado, cita o agendamento da audiência junto ao TRT-3 em BH, no próximo dia 3, com objetivo de tratar da Ação de Dissídio Coletivo de Greve protocolada pelo SinproMinas. “Temos ainda notícia de que muitos pais já vêm solicitando providências e manifestando apoio junto às instituições de ensino dos seus filhos”, diz o diretor sindical.
O sindicato organiza caravana para acompanhar, em Belo Horizonte, a audiência na próxima terça feira.

Postado originalmente por: JM Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: