Anuncie
Uberaba e Região

TSE instaura procedimento para apurar uso de fake news por meio da internet

Por: Rádio JM 730 AM 01/04/2018 8:30

Ministério Público Eleitoral vai verificar a ocorrência de irregularidades apontadas nos estudos realizados pela Fundação Getulio Vargas (FGV) e pela Universidade de São Paulo (USP) sobre proliferação de notícias falsas na internet, as chamadas fake news. A medida é decorrente de procedimento aberto pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Fux, como primeira ação do Tribunal no âmbito das atividades do Conselho Consultivo sobre Internet e Eleições, criado em 2017.
As duas instituições identificaram, em trabalhos autônomos, entidades supostamente produtoras de notícias falsas, inclusive com a utilização de robôs. O objetivo do ministro é que o Ministério Público Eleitoral instaure Procedimento Preparatório Eleitoral (PPE) visando a reunir informações junto a essas instituições acadêmicas e empresas do segmento de marketing eleitoral citadas nos estudos. A finalidade é apurar a prática de abusos com a intenção de distorcer a liberdade de informação e influir artificialmente na tomada de decisão do eleitorado brasileiro nas próximas eleições.
O Ministério Público pode, inclusive, solicitar o auxílio da Polícia Federal para verificar que tipo de material essas organizações têm à sua disposição. Estudo realizado pela FGV apurou o uso de robôs nas eleições de 2014 por três candidatos à Presidência da República. A análise revelou indícios do uso de robôs russos na propagação de material de campanha.
Levantamento feito pela Associação dos Especialistas em Políticas Públicas de São Paulo (AEPPSP), com base em critérios de um grupo de estudo da USP, identificou os maiores sites de notícias do Brasil que difundem informações falsas, não-checadas ou boatos pela internet, conhecidas como notícias de “pós-verdades”.

Postado originalmente por: JM Online

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: