Uberaba volta a registrar 100% de ocupação e paciente precisa ser transferido para Uberlândia

 

Mais uma vez paciente de Uberaba precisou ser transferido para outro município para receber atendimento médico durante o tratamento da Covid-19. Trata-se de paciente que estava internado no Hospital São Domingos, na enfermaria, e, devido ao agravamento do caso, precisou ser transferido para a unidade de terapia intensiva. Diante da falta de leitos para essa transferência e por ter plano de saúde, o paciente pôde receber assistência em Uberlândia.

A reportagem do Jornal da Manhã acionou a assessoria de imprensa do Hospital São Domingos, que é gerido pela Unimed Uberaba. A atualização do boletim da transparência emitido diariamente pela cooperativa mostra 100% de ocupação tanto de UTI quanto Enfermaria Covid. Além disso, o hospital realiza, em média, 105 atendimentos por dia.

Especificamente quanto ao caso da transferência do paciente para Uberlândia, a assessoria de imprensa esclarece que “a Central de Regulação de Leitos da Unimed Uberaba conseguiu vaga para um paciente que recebia assistência em enfermaria e necessitou de UTI. Diante da falta de leitos nos hospitais particulares em Uberaba o paciente foi transferido para Uberlândia garantindo o atendimento em rede particular por meio da saúde suplementar. Um dos diferenciais do plano de saúde Unimed Uberaba é a ampla rede de hospitais que permite o intercâmbio ampliando e garantindo assistência superior”, diz, em nota.

Ainda sobre a manutenção do atendimento, o HSD ainda reitera que há vagas abertas para profissionais de saúde fortalecerem a atuação na linha de frente da Covid-19 e os interessados devem encaminhar currículo para curriculo@hmsd.com.br. A escassez de trabalhadores é, atualmente, o maior gargalo enfrentado não só em Uberaba como em todo o país. Unidades hospitalares enfrentam o esgotamento desses profissionais, além da ausência de novas pessoas que possam atuar no combate à Covid.

Hospital Regional. Também acionada pelo Jornal da Manhã, a assessoria de imprensa do Hospital Regional pondera que a situação dos insumos hoje é positiva, sem desabastecimento. Contudo, o quadro não é nada confortável, uma vez que o desafio da entrega de medicamentos não é exclusivo da rede particular e atinge a saúde municipal como um todo, bem como a escassez de profissionais de saúde.

Postado originalmente por: JM Online – Uberaba

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: