Vazio sanitário começa nesta primeira quinzena de agosto

Secretário Luiz Carlos Saad alerta que o período mínimo é de 60 dias, podendo se estender por mais tempo, chegando a 90 dias
Vazio sanitário começa nesta primeira quinzena de agosto e alerta os produtores para período sem plantio. A iniciativa determinada pelo Ministério da Agricultura há 20 anos visa o controle de pragas, principalmente a ferrugem asiática. O secretário municipal do Agronegócio, Luiz Carlos Saad, destaca que o período mínimo para o vazio sanitário é de 60 dias, podendo se estender, chegando a 90 dias.
De acordo com balancete da Sagri, a colheita das lavouras do milho da safrinha, que este ano abrangeram 35 mil hectares, é de quase 100%. Apenas um ou outro produtor, que por falta de local para armazenar a produção ou esperando melhor preço, ainda mantém o milho em pé. A expectativa é que a produção bata à casa das 200 mil toneladas do grão.
Situação idêntica verifica-se na lavoura do sorgo, com a colheita também sacramentada em sua maioria. Titular da Sagri ressalta que foram colhidas 150 mil toneladas de sorgo nos 30 mil hectares de lavouras plantadas.
Ao final destas colheitas, Saad argumenta que os nossos empreendedores agrícolas precisam investir mais em armazenamento no município. “A capacidade atual, de 250 mil toneladas, ainda está longe de atender à nossa demanda”, avalia ele, ressaltando que alguns municípios vizinhos plantam bem menos do que Uberaba e têm quase o dobro de capacidade armazenadora de grãos.
Durante o vazio sanitário, os produtores aproveitam apenas para espalhar calcário em suas lavouras e fazer a análise do solo, conforme explica o secretário. Eles também dão início aos preparativos para a safra vindoura, que começa no final de outubro ou começo de novembro, a depender da chegada da chuva.

Postado originalmente por: JM Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: