Anuncie
Divinópolis e Região

Com faixas de indignação familiares e amigos da vítima de latrocínio fazem protesto e pedem justiça.

Por: Rádio Minas 20/10/2017 8:40

José Hílton você não será mais uma vítima da impunidade. Queremos Justiça!” Essa afirmação estava em uma das faixas no protesto realizado pelos amigos e familiares da vítima de latrocínio. Inconformados com a insegurança eles usaram a manifestação para chamar a atenção das autoridades.

O grupo de amigos se reuniu em frente a casa de José Hílton. De mãos dadas eles fizeram uma oração. As velas e o altar montado no local era uma forma de homenagear o amigo e pedir ajuda. Maria do Carmo irmã da vítima afirma que o irmão não merecia morrer desta forma. A família está com muito medo e insegura. Indignada ela ainda enfatiza: “Quem ter de estar preso não é a gente, são os bandidos”.

O comerciante José Hílton da Silva, de 48 anos, foi morto em um latrocínio na noite da última terça-feira (17), no bairro Dona Quita. Dois suspeitos em uma moto que haviam roubado a bolsa de uma mulher no mesmo bairro são os autores do crime. Após cometer o primeiro assalto eles foram até o bar onde estava José Hílton e um outro homem de 50 anos. Os assaltantes exigiram a entrega dos celulares. Não satisfeitos, um deles atirou várias vezes. Dois tiros acertaram a cabeça de José Hílton da Silva, que chegou a ser socorrido até a UPA, porém faleceu no caminho até a unidade de saúde.

O ato de protesto demonstra o sentimento de insegurança da população. No dia a dia o aumento da criminalidade tem feito a sociedade mudar a rotina. Cada vez mais as pessoas se transformam em reféns do medo e da intranquilidade. A reportagem completa você verá logo mais as 19 horas no Jornal Candides.

 

Postado originalmente por: Minas AM/FM

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: