Dois casos suspeitos de zika são registrados em Divinópolis

Neste ano de 2019, de acordo com dados atualizados na última segunda-feira (01) pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-MG), foi registrado em Divinópolis dois casos suspeitos de zika vírus. Segundo o levantamento, os dois casos suspeitos foram constatados no mês de março. Vale ressaltar que Divinópolis está entre os 44 municípios de Minas Gerais com a taxa de incidência baixa da doença.

No estado foram registrados,  319 casos prováveis de zika, sendo 85 destes em gestantes, tendo 11 com confirmação laboratorial. A SES-MG esclarece que um registro maior de casos é esperado para este período (meses quentes e chuvosos) devido à sazonalidade da doença. Dessa forma, o estado está em situação de alerta para esse aumento no número de casos das doenças transmitidas pelo Aedes (Zika, dengue e chikungunya).

 

Dois casos suspeitos de zika são registrados em Divinópolis

 

.

Dois casos suspeitos de zika são registrados em Divinópolis

 

Sobre a Dengue:

Minas Gerais registrou 81.456 casos prováveis de dengue. Em 2019, até o momento, foram confirmados sete óbitos por dengue dos municípios de Arcos, Betim, Paracatu, Uberlândia (dois) e Unaí (dois). São 29 óbitos em investigação para dengue. Vale ressaltar que os óbitos em questão foram notificados ao longo de 2019 e não são, necessariamente, óbitos recentes.

Um óbito confirmado para dengue, do município de Passos, havia sido contabilizado para o ano de 2019 (informação divulgada no boletim epidemiológico do dia 25/03). O óbito teve início dos sintomas no dia 22/12/2018 e a data do óbito foi 31/12/2018. Como a metodologia utilizada pela SES-MG para contabilizar cada óbito considera a data de início dos sintomas, o óbito é referente ao ano de 2018 e não consta mais no ano de 2019.

Portanto, em 2018, foram confirmados 12 óbitos por dengue residentes nos municípios: Araújos, Arcos (dois), Conceição do Pará, Contagem, Ituiutaba (dois), Lagoa da Prata, Moema, Montes Claros, Passos e Uberaba; há 10 óbitos em investigação para dengue.

Sobre a Chikungunya:

Em relação à Febre Chikungunya, Minas Gerais registrou 966 casos prováveis da doença em 2019. Até o momento não houve registro de óbitos suspeitos da doença. 

Sobre ações desenvolvidas pela SES-MG:

A SES-MG destaca que as ações de controle da Dengue, Zika e Chikungunya são permanentes, ocorrendo durante todo o ano. Dentre as ações desenvolvidas pela Secretaria para o enfrentamento ao Aedes estão:

  • Realização de reunião técnica com as regionais de saúde em setembro de 2018 para revisão das atividades do Programa Estadual de Controle das Doenças Transmitidas pelo Aedes;
  • Monitoramento dos indicadores municipais do PROMAVS (Programa de Monitoramento das Ações de Vigilância em Saúde do Estado de Minas Gerais). Dentre todos os indicadores, um deles é referente à obrigatoriedade de cadastro dos agentes de combate a endemias (ACE) no CNES (Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde) pelo município, mantendo vínculo no serviço. Isso gera continuidade nas ações de prevenção e controle das arboviroses;
  • Elaboração dos Planos de Contingência Estadual e Municipais para prevenção e controle das doenças transmitidas pelo Aedes. A partir da fase em que o município se encontra algumas ações são desencadeadas pelo Estado.

O post Dois casos suspeitos de zika são registrados em Divinópolis apareceu primeiro em Portal MPA.

Postado originalmente por: Minas AM/FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: