Família pede esclarecimento sobre morte de criança na UPA Divinópolis

A família da pequena Emily Emanuele Alves da Silva, de quatro anos de idade, quer entender o que aconteceu nas últimas horas, desde que a criança de quatro anos deu entrada na UPA por volta das 8h de quarta-feira (31) e morreu durante a madrugada desta quinta-feira (1º), em Divinópolis.

A família contou que foi a UPA porque a criança se queixava de fortes dores de cabeça, 39 graus de febre e vomitando, foi atendida (segundo a família) pelo médico Rubem Gomes da Silva. Ele passou uma medicação e posteriormente liberada.

Como não houve melhora, pelo contrário, a criança piorava, a mãe levou a filha novamente à UPA, porque além de dores, a filha passou a ter manchas vermelhas pelo corpo e posteriormente a criança veio a óbito.

O médico solicitou uma investigação para descobrir a causa da morte, o corpo levado para o Cemitério Municipal Parque da Colina, onde funciona o Instituto Médico Legal. No cemitério, a equipe teria se recusado a fazer a autópsia, alegando que esse procedimento só é feito em casos de acidentes ou quando a pessoa morre em casa. O corpo da menina foi encaminhado de volta à UPA, posteriormente liberado para a família.

Postado originalmente por: Minas AM/FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: