Guga pode ficar de fora do Atlético contra o xará paranaense

Em vias de ganhar uma nova oportunidade no time titular do Atlético, o lateral-direito Guga pode ter colocado em risco a sua participação na partida contra o Athletico-PR, no próximo sábado, às 19h00, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Isso porque Guga fez três tatuagens na perna esquerda, nesse domingo, com uma profissional que veio de Florianópolis. O lateral, inclusive, publicou em uma rede social imagens do momento em que era tatuado. A tatuadora também atendeu aos familiares do atleta.(Veja imagem abaixo).

Titular em parte da temporada, Guga perdeu a posição para Patric, que vem se destacando nos últimos jogos, e atuou em apenas duas partidas na retomada do calendário do futebol brasileiro após a disputa da Copa América.

Com a suspensão do titular, que recebeu o terceiro cartão amarelo na partida contra o Fluminense, no último sábado, o jovem lateral surge como a principal opção para iniciar jogando em Curitiba.

O questionamento em relação a participação de Guga no duelo surge a partir do tempo necessário para a cicatrização da pele. De acordo com a dermatologista Ana Rosa Magaldi, o indicado é que a pessoa submetida a esse procedimento evite, por pelo menos sete dias, atividades físicas de contato direto com outros atletas e, principalmente, com superfícies sujas como os gramados, o que poderia aumentar muito o risco de infecção no local da tatuagem.

“Se você termina de fazer a tatuagem e faz uma prática que tem risco de queda, de contusão, de ralar em um chão sujo, você têm um risco maior de infecção, justamente por esse contato da pele que foi lesada, que está aberta a entrada desse microrganismos e que podem causar infecções”, explicou a dermatologista.

A especialista explicou que o risco vai diminuindo com o passar dos dias, e que uma proteção que resguarde a tatuagem diminui ainda mais as chances de qualquer complicação gerada pela prática da atividade física de alto rendimento.

Entretanto, é importante ressaltar que antes do confronto com o Athletico-PR, o jogador tem pela frente uma semana de treinamento em campo com o restante dos jogadores.

Outro fator a ser levado em conta é o local das tatuagens. Por se tratar da coxa e da panturrilha, uma proteção mais reforçada tende a limitar os movimentos do jogador.

A dermatologista também salienta que os membros inferiores normalmente demandam um tempo maior para que ferida na pele seja curada.

“A perna é um local de cicatrização mais lenta, demorada. Se você vai pra uma atividade de alta performance, o risco de contato direto e risco de infecção aumenta”, reforçou.

A assessoria de comunicação do Atlético informou que, por se tratar de um dia de folga dos jogadores e da comissão técnica, o departamento médico do clube ainda não foi contactado para comentar sobre o caso. A assessoria do Galo afirmou que vai apurar com os médicos do Alvinegro, nesta terça-feira, se houve alguma recomendação do DM sobre essa questão ao jogador, e se Guga corre algum tipo de risco de não participar de atividades por ter feito as tatuagens.

O post Guga pode ficar de fora do Atlético contra o xará paranaense apareceu primeiro em Portal MPA.

Postado originalmente por: Minas AM/FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: