28 Congresso
Divinópolis e Região

Idosa que aparece nua em asilo de Divinópolis estava em momento de crise

Por: Rádio Minas 03/04/2018 16:40

Um vídeo que circulou pelas redes sociais, em Divinópolis, no último final de semana, causou grande comoção. Nas imagens aparecia uma mulher que vive no Instituto Digna Idade, nua,  correndo pela varanda do estabelecimento, que trabalha com o acolhimento de idosos.  As imagens acabaram levantando a suspeita de que maus tratos poderiam ocorrer no local.

Diante desta situação, alguns vereadores compareceram no local para averiguações, como o Presidente da Comissão de Saúde, Renato Ferreira que após verificar que o espaço está com toda sua documentação em dia, disse que o local  aparenta estar sendo vítima de perseguição por parte da Vigilância em Saúde.  O Vereador afirmou ainda que vai convocar demais membros da Comissão para acompanhar de perto a situação. Renato afirmou ainda que conhece a administradora do local há muito tempo e que ela sempre tratou os idosos com muito cuidado e carinho. 

Durante seu pronunciamento na Câmara, o Vereador Zé Luis da Farmácia afirmou que também esteve no local e que assim como Renato Ferreira, percebeu que estava tudo em ordem, bem como os cuidados com a saúde, higiene e amparo a estes idosos.   Zé Luis disse que a paciente que aparece nas imagens que foram divulgadas nas redes sociais tem problemas psiquiátricos, tendo inclusive ficado internada na Clínica Bento Menni por mais de 20 anos, que no momento da filmagem, estava em crise. Ele afirma que ela recebe todos os cuidados necessários no Instituto Digna Idade já que seu caso é complexo e a família tem dificuldade de lidar com a mesma.  

A Vigilância Sanitária por sua vez emitiu nota afirmando que não está perseguindo a instituição e que a mesma tem um longo histórico de pendência com o órgão fiscalizador.  O  Recanto da Digna Idade foi interditado em 8 de março pelos fiscais da Vigilância Sanitária por descumprir uma série de normas estabelecidas pela RDC.  Segundo a Vigilância Sanitária  a instituição não administrava dietas e medicações dos internos, de acordo com prescrições médicas. Foram constatados medicamentos vencidos e ainda sem identificação.   

Em 28 de abril, os fiscais da vigilância municipal voltaram ao local e os fiscais  constataram que a entidade regularizou a situação. A entidade não estava fazendo a medicação sem prescrição, não tinha nada vencido e ainda identificou os medicamentos. Com a regularização, Vigilância Sanitária desinterditou o Recanto Digna Idade.

 

 

Postado originalmente por: Minas AM/FM

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: