Ministério Público discute conclusões da CPI da Copasa

E na manhã desta quarta-feira (27), os vereadores que analisam a cobrança da taxa de esgoto imposta pela Copasa foram ao Ministério Público solicitar apoio na  condução da CPI. Os vereadores continuam achando ilegal das taxas e o Ministério Público informou que pode até solicitar perícia nos serviços prestados pela companhia.

Os vereadores que compõe a CPI da Copasa se reuniram com o promotor Sérgio Gildin, para discutir as conclusões da Comissão Parlamentar de Inquérito, instaurada para saber se a companhia de saneamento, de fato, está cobrando pelo serviço prestado, como no caso, da coleta, transporte e tratamento do esgoto.

Postado originalmente por: Minas AM/FM

%d blogueiros gostam disto: