‘No Quilombo Não’ teve mais uma vitória e o meio ambiente agradece

A luta chamada ‘No Quilombo Não’ foi iniciada a partir do anúncio da construção de um aterro sanitário na comunidade rural do Quilombo. Segundo os moradores, o local escolhido tem nascentes e vasta produção agrícola e pecuária, a contaminação ambiental era eminente e por isso travou-se uma busca por um local adequado para a destinação dos resíduos sólidos.

Depois de várias manifestações, audiências públicas em Divinópolis e Belo Horizonte, embates judiciais e não se chagava a um ponto final. Assim, na tarde dessa quinta-feira (28) foi votada na câmara municipal o Projeto de Lei Ordinária do Executivo Municipal 36/2018 que autoriza o município a participar do consórcio intermunicipal Cias-centro Oeste, sediado em Pitangui-MG. Com a aprovação pelos vereadores, o consórcio é fortalecido, se destina adequadamente os resíduos sólidos e não haverá a destruição ambiental anteriormente denunciada pelo movimento ‘No Quilombo Não’.

O vereador presidente da Câmara, Adair Otaviano (MDB) discursou e parabenizou os moradores do Quilombo pela mobilização e destacou que sempre lutou para não levar lixão para perto de comunidades rurais porque prejudica as atividades de pecuária e agricultura. Destacou que participou de várias manifestações para não permitir esse tipo de situação, impedindo a ida para os Costas e depois para o Quilombo. Informou que vereadores vão votar projeto que manda o lixão para outra localidade, não prejudicando os divinopolitanos. 

A vereadora Janete Aparecida (PSD) também parabenizou os moradores do Quilombo pela mobilização que impediu a ida do aterro sanitário para o local. O vereador Ademir (PSD) usou toda a fala na questão, destacou que o movimento “No Quilombo não” já pode comemorar porque não existe mais possibilidade de o aterro sanitário ser instalado no local. Lembrou que os prazos foram perdidos e em conversa com o Galileu o mesmo garantiu que a autorização não seria renovada, o que foi compromisso de campanha. Informou que novas alternativas foram buscadas e a solução a ser adotada será participar de um consórcio intermunicipal, com várias cidades da região.

O vereador Cleitinho (PPS) parabenizou moradores do Quilombo pela conquista do fim da proposta do aterro sanitário ser instalado no local. O vereador Eduardo Print Júnior (SD) destacou a mobilização do Quilombo que pede a votação do projeto que autoriza a inclusão do município em Consórcio para destinação do lixo, acabando definitivamente com a possibilidade de o mesmo ir para a comunidade rural. Sugeriu lei para transformar o atual lixão em reserva ambiental para que o solo possa se recuperar. Já Renato Ferreira (PSDB) informou que vereadores estão com moradores do Quilombo.

O movimento ‘No Quilombo Não’ já havia se manifestado sobre a votação. “É de grande importância para Divinópolis e para nós do Quilombo. A nossa cidade irá participar do consórcio firmado entre 36 cidades para que se resolva o destino correto do lixo. Para Divinópolis é importantíssimo resolver este problema que se arrasta a anos, e para nós do Quilombo, é importante, pois depois de tanta luta contra a implantação do aterro sanitário, com a entrada de Divinópolis no grupo destas 36 cidades do consórcio a empresa Via Solo perde o seu principal cliente. Perdendo assim a finalidade do projeto apresentado a anos atrás. Esta luta é de todos nós!”, destacou.

E como a luta é árdua a vigilância permanece. Enquanto a empresa é proprietária do imóvel não há sossego para os moradores e sendo assim a guerra continua, mesmo sendo vencida mais uma batalha.

 

 

Postado originalmente por: Minas AM/FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: