Prefeitura anuncia escalonamento de salários em Novembro e Dezembro

 

Mais uma vez o servidor municipal de Divinópolis terá de enfrentar o escalonamento de salários. A medida será feita nos meses de novembro e dezembro deste ano. A decisão foi anunciada nesta manhã 01, em um debate sobre aumento do IPTU no programa Bom Dia Divinópolis da Rádio Minas. A decisão da prefeitura é mais um indício da crise econômica no município e foi usada pelos técnicos da prefeitura para sustentar o projeto de revisão da planta do IPTU.

Em nota a assessoria do município informa que a medida passa a vigorar em novembro, com a primeira parcela do pagamento prevista para o dia 7. O Executivo vai priorizar os servidores que recebem até R$ 3 mil. Segundo a comunicação este teto atinge 3.814 servidores que receberão os salários integrais no dia 7. Já os outros cerca de 850 funcionários devem receber o restante dos valores imediatamente após o repasse de recursos que, segundo a Prefeitura, o Estado ainda não passou e que estão previstos para a próxima semana.

A maior despesa hoje do município é com a folha de pagamento dos servidores, tanto os de carreiras, quanto os de livre nomeação política. O valor estimado por ano é de R$ 278 milhões. A divisão do orçamento é feita da seguinte forma 54% é destinado para despesa com pessoal, encargos e outros. Cerca de 25% será para educação e 15% do valor ficará para a saúde. Os 6% restantes serão voltados para investimento na cidade.

De acordo com a secretaria de Fazenda Suzana Maria Xavier o município tem sido penalizado com constantes atrasos do Estado como o ICMS [Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Sobre prestações de Serviços ]. O não cumprimento da programação coloca em risco o planejamento financeiro, principalmente em períodos como final de ano quando se registra uma acentuada queda tributária.

Na nota enviada a imprensa ainda justificou a medida como falhas também no repasse de recursos do Governo Federal. “O atual Pacto Federativo pune de forma covarde as prefeituras. O mínimo do que se arrecada é repassado aos municípios, ficando as maiores fatias do ‘bolo tributário’ com os governos Federal e Estadual”.

Postado originalmente por: Minas AM/FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: