Presidente da Câmara denuncia irregularidades e calotes da Arbor em fornecedores e funcionários

O Presidente da Câmara de Divinópolis, Vereador Adair Otaviano, em seu pronunciamento na tarde da quinta-feira (03), voltou a denunciar a empresa responsável pela coleta de lixo em Divinópolis, a Arbor, que estaria envolvida em diversas irregularidades no município.  A denúncia já havia sido feita em outras duas ocasiões sendo que em nenhuma delas a mesma se pronunciou.    

Em ocasião anterior, o  Presidente da Câmara chegou a dizer que  não quer o rompimento do contrato com a Prefeitura, mas que a  Arbor haja de boa fé e ofereça um serviço de qualidade e   o que deve aos fornecedores e prestadores de serviço de Divinópolis.  Adair apresentou inclusive  vários documentos que comprovam os “calotes” da  Arbor. Ele também estranha o fato de empresa atuar com dois  CNPJ, um para ganhar licitação e outro para fazer compras.

O Vereador não entende os atrasos   porque  a Arbor vem recebendo normalmente da Prefeitura de Divinópolis pelos serviços que presta. Em reunião anterior chegou a apresentar os valores que a Prefeitura repassou mensalmente para a empresa: em fevereiro cerca de R$ 255 mil, março R$ 449 mil, em abril R$ 372 mil, em maio R$ 427 mil em junho R$ 373 e em julho , antes da apuração final, a expectativa era de  R$ 426 mil.

Mesmo estando com repasses em dia, segundo Adair, a Arbor estaria deixando de pagar diversas empresas da cidade e apresentou inclusive os nomes e notas de algumas como a Lubrificante pneus, onde a empresa deveria mais de 5 mil reais; auto molas Divinópolis R$ 5 mil; Auto Elétrica do Divino R$ 2200, Auto Elétrica Limitada R$1135 e muitos outros lugares.

O Presidente da Câmara afirmou ainda  que a Arbor não possui alvará do Corpo de Bombeiros e  de vigilância sanitária e que estaria ainda agindo com má fé  perante seus funcionários. Para provar,  apresentou o contracheque de um deles, mais a cópia do acordo trabalhista na ocasião de sua demissão, que comprovam que o FGTS do mesmo não estaria sendo depositado.

Adair questionou ainda quem estaria fazendo as vistorias na Arbor que estaria operando com veículos em situação irregular, possuindo inclusive gravação de um acidente que teria ocorrido em São João Del Rei, em razão da falta de equipamentos e veículos adequados para a execução do serviço. O parlamentar disse que todas as informações que apresentou podem ser comprovadas com documentos que já estão em seu poder e que se não houver regularização da situação que o cancelamento do contrato será exigido do Prefeito Galileu Machado.

Postado originalmente por: Minas AM/FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: