Pedro Cine Fotos
Divinópolis e Região

Secretário de Obras do estado fala novamente em rescisão de contrato com AB Nascentes e garante finalização de obras da Floramar em 2018.

Por: Rádio Minas 07/12/2017 9:40

Depois de, pelo menos, três anos de atrasos, sucessivos transtornos e ação civil pública, a duplicação da MG-050 no perímetro urbano de Mateus Leme foi enfim concluída. Novembro foi o último prazo dado pela concessionária para a conclusão das obras, depois que a Prefeitura de Mateus Leme impetrou ação civil pública, em julho, diante dos atrasos e consequente abandono da duplicação desde 2014, o que causou inúmeros prejuízos aos moradores do município e comerciantes às margens da rodovia.

Divinópolis enfrenta uma situação semelhante às obras de duplicação da MG 050 em Divinópolis eram para ter começado em agosto. A data está no cronograma da concessionária responsável pela rodovia. Os prazos foram restabelecidos após a assinatura, em maio, do 7º Termo Aditivo. O antigo cronograma de obras venceu em 2014. O projeto prevê a duplicação de 18 quilômetros entre o trevo de São Gonçalo do Pará e o Bairro Quintino e as obras nos Trevos da Avenida JK e do Centro Industrial.

De acordo com o último relatório executivo publicado da PPP, em abril do ano passado, 28 intervenções obrigatórias estavam atrasadas e 33 em andamento. Juntos, os investimentos somavam R$ 160 milhões. A maioria das obras em atraso é para duplicação da via, correção do traçado e implantação da terceira faixa. Em entrevista exclusiva ao Sistema MPA o Secretário de Estado de Obras e Transportes Murilo Valadares disse que o governo estuda novamente a possibilidade de rescisão do contrato já que a empresa não tem cumprido os acordos.

Outro assunto abordado pelo secretário foi à situação do projeto de ampliação do Presídio Floramar. Segundo Murilo a empresa contratada para execução do projeto não conseguiu finalizar o prédio. Foi feito o rompimento do contrato e abertura de uma nova licitação. A expectativa é que o edital seja publicado até fevereiro de 2018 para que as obras sejam retomadas no segundo trimestre.

A penitenciária tem capacidade para abrigar 280 presos, mas, hoje o local está com 750. Para tentar desafogar o local, ao lado, começou a ser construído em 2014 um anexo de 5 blocos com capacidade para receber 306 prisioneiros, isso daria uma aliviada, a obra já está 75% concluída.

Postado originalmente por: Minas AM/FM

%d blogueiros gostam disto: