Buscando prevenir casos de covid-19, viçosa suspende aulas e eventos públicos

O prefeito Ângelo Chequer, em reunião com sua equipe na tarde deste domingo (15), por meio do decreto nº 5430/2020, estabeleceu providências complementares ao estado de alerta decretado ontem, dia 14. O novo decreto considerou a necessidade de ações efetivas a fim de evitar a propagação do Coronavírus COVID-19 dentro do município de Viçosa.

A partir de hoie, dia 15, o município adere ao estado de emergência em saúde pública, seguindo a definição do Plano de Contigência Nacional para Infecção Humana pelo coronavírus. Com isso, ficam suspensas as aulas em estabelecimentos públicos e privados de ensino pelo prazo de 7 dias. Também estão suspensos os eventos públicos e privados com aglomeração de pessoas.

Segundo o prefeito, essa medida é importantíssima nesse momento, pois é necessário agir preventivamente para que o vírus não chegue em nossa cidade. “Queremos trabalhar com risco zero de forma que, especialmente as crianças e idosos, que são mais vulneráveis a essa doença, não sejam infectados”. Ainda segundo o prefeito, “toda ação do poder público deve ser no sentido de proteger a populção e não deixar que o coronavírus tome proporções trágicas como estamos vendo em outros países”.

Segundo o Secretário de Saúde, Marcus Schitini, essa é uma ação cautelar que visa resguardar a população de contágio. “O vírus demora alguns dias para apresentar sintomas, mas a transmissão é imediata. Por isso, é necessário adotarmos essas medidas para que não haja transmissão comunitária” afirmou.

O decreto tem validade de 60 dias e os prazos estabelecidos nele poderão ser revistos no decorrer dos próximos dias. Viçosa hoje possui 5 casos suspeitos da doença.

Postado originalmente por: Rádio Montanhesa

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: