Classificação do Cruzeiro na Copa do Brasil teve árbitro ferido, chutes e copo d’água

A classificação do Cruzeiro para as quartas de final da Copa do Brasil diante da Chapecoense, com o empate sem gols, teve árbitro ferido, chutes e copo d’água jogado. O tumulto começou após o apito final do árbitro Péricles Cortês. Uma confusão generalizada tomou conta do gramado, arquibancadas e dos bastidores da Arena Condá, em Chapecó, Santa Catarina.

ANULADOS

Os torcedores da Chapecoense criticaram a arbitragem por 2 gols anulados. A situação piorou quando um objeto lançado das arquibancadas atingiu o quarto árbitro Evandro Tiago, e deixou seu olho esquerdo sangrando. O técnico Vagner Mancini, da Chapecoense, precisou deixar o gramado sob escolta dos militares, devido aos inúmeros objetos lançados no campo.

PRESSÃO

Um torcedor foi identificado e detido. Na entrada do vestiário onde o Cruzeiro estava abrigado, dirigentes e jogadores da Chapecoense pressionaram os cruzeirenses. O lateral-esquerdo Diogo Barbosa, do Cruzeiro, foi flagrado arremessando um copo d’água em pessoas ligadas ao time catarinense. Nessa hora, o técnico Vagner Mancini se exaltou e chutou a porta do vestiário da Raposa. Depois, pediu desculpas.

Postado originalmente por: 93 FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: