Colômbia conclui: piloto sabia que o avião transportando a Chapecoense estava sem combustível e com peso excedente. Choque contra o morro foi a 230 km por hora

A Colômbia divulgou relatório sobre a queda do avião da Chapecoense perto de Medellín, matando 71 das 77 pessoas a bordo. Concluiu que: “A aeronave tinha um peso superior ao permitido nos manuais. Eram 500 kg a mais, mas que não foram determinantes para queda”.

CONSCIENTE

Segundo a apuração, o piloto Miguel Quiroga, dono da empresa aérea e que morreu no acidente, estava consciente de que o combustível não era suficiente. “Eles estavam conscientes da limitação do combustível. Sabiam que não era suficiente. Essa situação de falha total foi reportada apenas dois minutos antes da queda”. O avião voava a 230 km/h no momento em que atingiu o morro.

Postado originalmente por: 93 FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: