Com baixo estoque, governo restringe exame de carga viral feito por pacientes com HIV/Aids

O exame de carga viral, considerado peça importante para acompanhar a reação do paciente com HIV/Aids ao tratamento com antirretrovirais, passou a ser racionado. Comunicado do Ministério da Saúde recomenda que o teste seja feito apenas em casos indispensáveis, como gestantes e crianças até 18 meses. ESTOQUESegundo o ministério, os estoques durarão somente até julho. O governo afirma que o problema vem de dificuldades na compra do exame. Num pregão eletrônico realizado em abril, somente uma empresa se apresentou para fornecer os exames. O preço era 76,8% maior do que o valor de referência – R$ 31 por teste.

Postado originalmente por: 93 FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: