Esfaqueador do candidato Bolsonaro vai ser enviado a prisão federal de segurança máxima em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Ele atuou como pastor fora de M. Claros

O montes-clarense Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos (ele deixou M. Claros aos 17 anos e vinha pouco aqui), vai ser enviado a prisão federal de segurança máxima, autuado por crime contra a segurança nacional. A pena no seu caso pode chegar a 20 anos de prisão. Ontem, ele esfaqueou o candidato Bolsonaro, em Juiz de Fora.FEDERALBispo permanecerá preso preventivamente depois de ter sido preso em flagrante por tentar matar o candidato. A juíza substituta da Segunda Vara federal em Juiz de Fora acatou o pedido da acusação e ordenou que o Adélio seja enviado a presídio federal em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. MELHORO Ministério Público e a defesa do réu confesso aceitaram que Bispo seja enviado a presídio federal, sob a justificativa de que é a melhor maneira de protegê-lo. Pessoas que estiveram na audiência em Juiz de Fora disseram que Bispo teve assistência de 4 advogados. PASTORO único irmão homem de Bispo ainda mora em M. Claros e confirma que ele deixou a cidade aos 16 anos. Por tempos, chegou a ser pastor de igreja, até “se desviar”, morando em S. Paulo e Santa Catarina.

Postado originalmente por: 93 FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: