Justiça decreta prisão de viúva, PM e primo dele por morte de embaixador da Grécia

A Justiça do Rio decretou a prisão temporária de 3 pessoas por envolvimento na morte do embaixador da Grécia no Brasil, Kyriakos Amiridis, de 59 anos. A polícia diz que o crime foi passional e há fortes indícios da participação da mulher de Kyriakos, Françoise, que tem 40 anos e com quem o embaixador tinha uma relação há 15 anos e uma filha de 10 anos.
PRIMO
Além dela, foram apontados pelo crime um soldado, de 29 anos, que seria amante de Françoise; e o primo dele,que tem 24 anos. O PM e o primo confessaram o crime. O primo disse aos policiais que o assassinato foi planejado pelo PM e pela mulher do embaixador, que teria oferecido R$ 80 mil para que ele ajudasse na ação.
ADMITIU
Em depoimento, a viúva não confessou participação no assassinato, mas admitiu que sabia que o marido tinha sido morto pelo PM, com quem mantinha um relacionamento há 6 meses. O militar era conhecido da família e costumava cuidar da casa que o embaixador mantinha em Nova Iguaçu.

Postado originalmente por: 93 FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: