Juíza de Nova York, ao condenar Marin a 4 anos de prisão, afirma que ex-presidente da CBF é câncer que corrompeu o esporte no Brasil e no mundo

O ex-presidente da CBF, José Maria Marin, foi condenado a 4 anos de prisão por juíza federal de Nova York, que o acusou de ser “um câncer” que corrompeu o esporte no Brasil e no mundo. PRESIDIÁRIOMarin também teve perdas financeiras estimadas em R$ 18,5 milhões. O ex-presidente da CBF compareceu ao julgamento vestindo traje de presidiário bege em vez do terno que usou nas 7 semanas de julgamento. CRUZNa audiência, Marin leu carta endereçada à juíza, dizendo que Cristo carregou uma cruz e que ele vem carregando duas: a dele e a da mulher, que também sofre com o processo. CHOROUFoi a 1ª vez desde 2015, quando foi preso, que Marin falou no tribunal. A juíza não se comoveu com os argumentos e disse que era preciso aplicar punição exemplar para mandar ao mundo uma mensagem de que o crime não compensa.

Postado originalmente por: 93 FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: