Anuncie
Montes Claros e Região

Ministro Barroso, do STF, autoriza e Polícia Federal prende amigo e ex-assessor de Temer. Há mais prisões em curso, inclusive de ex-ministro e de outros amigos do presidente

Por: Radio Montes Claros 29/03/2018 9:50

Autorizada pelo ministro Barroso, do STF, a Polícia Federal prendeu às 6h de hoje o empresário e advogado José Yunes (foto), amigo e ex-assessor do presidente Temer, com quem teria jantado segunda-feira. A prisão é temporária, por 5 dias. Até dezembro de 2016, Yunes exercia o cargo de assessor especial da Presidência da RepúblicaRELATORO ministro Barroso é relator do inquérito que investiga se Temer, por meio de decreto, beneficiou empresas do setor portuário em troca de suposto recebimento de propina. Barroso, neste mês de março, autorizou a quebra do sigilo bancário de Temer. Em maio do ano passado, decreto de Temer ampliou (de 25 para 35 anos) os contratos de concessão e arrendamento de empresas que atuam em portos e permitiu que eles possam ser prorrogados até 70 anos.COMPARECEUO advogado de Nunes, José Luis Oliveira Lima, disse ser “inaceitável a prisão de um advogado com mais de 50 anos de advocacia, que sempre que intimado ou mesmo espontaneamente compareceu a todos os atos para colaborar”.MAIS PRISÕESE acrescentou: “Essa prisão ilegal é uma violência contra José Yunes e contra a cidadania.” Em Brasília, Rio e S. Paulo, são desconhecidos os detalhes da prisão de hoje do advogado tido como maior amigo de Temer. A polícia estaria prendendo outras pessoas por todo o país. SKALAAs prisões desta manhã estão ocorrendo no Rio e S. Paulo. Fazem parte da Operação Skala, assim batizada pela Polícia Federal. PORTOEm Monte Alegre do Sul, no estado de S. Paulo, teriam sido presos o empresário Antonio Celso Greco, dono da empresa Rodrimar, que atua no porto de Santos. DOCASAinda na operação Skala, foi preso o ex-ministro (da Agricultura) e ex-deputado Wagner Rossi, que já foi presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo. É a empresa que administra o porto de Santos.A prisão do advogado José Yunes é um grande revés para o presidente Michel Temer, que deverá ter uma forte reação à ordem dada pelo ministro do STF, Luiz Roberto Barroso.PLANALTOO advogado Yunes é muito próximo de Temer, com quem convive há 50 anos, advogando juntos. Daí a gravidade da prisão desta manhã, que amplia a crise política cada vez mais para o centro do poder – o Palácio do Planalto. COMEÇOUEm Brasília, considera-se que o presidente Temer deve reagir fortemente aos fatos desta manhã. “Começou? Acho que sim” – foi a reação enigmática do ex-procurador geral, Rodrigo Janot, nas redes sociais. CORONELA Polícia Federal estaria também na casa do coronel aposentado João Baptista Lima Filho, amigo do presidente Temer.

Postado originalmente por: 93 FM

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: