Polícia Federal acaba de prender (em casa, em Brasília) o ex-deputado Rocha Loures, o assessor da mala que perdeu a imunidade parlamentar

Foi preso, agora há pouco (por volta das 6h), o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures, também ex-assessor especial do presidente Temer. O mandado de prisão foi assinado na noite de sexta-feira pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato, a pedido da Procuradoria Geral da República. PREVENTIVAMENTERocha Loures, do PMDB do Paraná, foi preso preventivamente pela Polícia Federal em sua casa, em Brasília, e levado para a Superintendência da Polícia Federal no Distrito Federal. GRAVADOEm março, o ex-deputado foi gravado pela Polícia Federal recebendo em São Paulo uma mala com R$ 500 mil que, segundo delações de executivos da JBS, seriam dinheiro de propina. CALADOEm manifestação ao STF, ontem,o advogado de Loures sugeriu que o pedido de prisão tinha como objetivo “forçar delação” do seu cliente. Hoje, Brasília trabalha com a informação do advogado de que o ex-assessor “ficará em silêncio.
NÃO TEME
Em entrevista à revista Istoé que circulou ontem, o presidente Michel Temer revelou que não teme eventual delação de Loures.
Disse Temer: “Acho que ele é uma pessoa decente. Eu duvido que ele faça uma delação. E duvido que ele vá me denunciar. Primeiro, porque não seria verdade. Segundo, conhecendo-o, acho difícil que ele faça isso”.
MENINO
E completou: “Agora, nunca posso prever o que pode acontecer se eventualmente ele tiver um problema maior e se as pessoas disserem para ele, como chegaram para o outro menino, o grampeador (Joesley): ‘Olha, você terá vantagens tais e tais se você disser isso e aquilo”.

Postado originalmente por: 93 FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: