Áustria confirma explosão no local onde submarino argentino navegava. Tripulação estaria "com pouco ou nenhum oxigênio

Porta-voz da armada argentina afirmou nesta manhã que a “anomalia hidroacústica” detectada no dia 15, quando sumiu o submarino argentino ARA San Juan, “coincide” com nova informação, vinda da Áustria, de que, no mesmo local e horário, ocorreu algo como uma explosão.

Ocorreu um “evento anômalo, singular, curto, violento e não nuclear, consistente com uma explosão” em ponto próximo ao local onde o submarino desapareceu.

Rafael Grossi, embaixador argentino na Áustria, pediu ajuda à Organização do Tratado de Proibição Completa de Testes Nucleares, que possui equipamentos para detectar testes nucleares e captou a possível explosão no mar.

O fato teria ocorrido a 30 milhas do local em que o submarino desaparecido fez seu último contato. O porta-voz acrescentou: “Não sabemos o que provocou esse ruído, nem se se trata do ARA San Juan, mas as informações sobre a localização coincidem”.

O submarino já estaria com pouco ou nenhum oxigênio: “Seguiremos buscando, até ter evidência concreta de onde está o submarino e nossos 44 tripulantes”, acrescentou.

Antes da entrevista coletiva de Balbi, as informações foram repassadas a familiares dos 44 tripulantes. “Mataram o meu irmão, filhos da puta. Mataram o meu irmão porque o fizeram navegar num pedaço de arame”, gritou parente ao deixar a Base Naval de Mar del Plata, depois de ser informado do último boletim da Marinha.

Postado originalmente por: 93 FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: