Com greve de caminhoneiros, governo de Minas institui gabinete de crise

Com greve de caminhoneiros, governo de Minas institui gabinete de crise
As prioridades são para carga viva, ração animal, medicamentos, combustíveis para forças de segurança e hospitais, alimentos para creches e hospitais (Foto : Bruno Moreno)

A Polícia Militar e a Defesa Civil traçaram uma estratégia para que insumos essenciais possam furar os bloqueios dos caminhoneiros paralisados em Minas Gerais. As prioridades são para carga viva, ração animal, medicamentos, combustíveis para forças de segurança e hospitais, alimentos para creches e hospitais. 

Enquanto a PM garantiu que fará a escolta de quem quiser furar o bloqueio, a Defesa Civil elaborou um adesivo que será afixado nos caminhões de quem quiser seguir viagem. No entanto, ainda não foi feito um acordo com a categoria, nem com empresas de transporte.

A expectativa é de que a adesão dos caminhoneiros seja voluntária. O número de adesivos que serão distribuído será definido em reunião na tarde desta sexta-feira.

“As aves já não têm alimentação há quase 72 horas. Suínos e bovinos estão com alimentação restrita. Se não chegar ração, eles vão morrer e isso gera problema sanitário. Conclama as pessoas a entender a necessidade de essas cargas passarem pelas barreiras”, enfatizou o tenente-coronel Rodrigo de Faria, da Defesa Civil Estadual.

A ação é a principal medida tomada até o momento pelo gabinete de crise que foi instalado pelas forças de segurança estaduais, na quinta-feira (24).

Fonte : Jornal Hoje em Dia

Postado originalmente por: Rádio Muriaé

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: