No Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, assunto é debatido em mesa redonda

No Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, assunto é debatido em mesa redonda
Evento foi realizado na tarde desta segunda-feira (12) no teatro municipal Belmira Villas Boas

Representantes de diversos órgãos de proteção a criança e ao adolescente participaram do debate

Secretária Municipal de Desenvolvimento Social, Gisele Braga, fez abertura do evento

Na plateia assistentes sociais, educadores e estudantes da rede pública

Representantes de diversos segmentos se reuniram na tarde desta segunda-feira (12) no teatro Belmira Villas Boas, em evento promovido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS), para debater sobre a erradicação do trabalho infantil, comemorado mundialmente no dia 12 de junho.

A abertura do evento foi feita pela secretária Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS), Gisele Braga. Na sequência foi exibido um vídeo explicativo sobre o trabalho infantil e os prejuízos causados à vida da criança.

Em seguida o tema foi debatido em uma Mesa Redonda, mediado pelo professor universitário e vereador Júlio Simbra, e contou com a presença da diretora regional da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) Ana Maria Reis, do promotor da Infância e Juventude da Comarca de Muriaé, Fábio Laureano, além de representante do Ministério do Trabalho.

Na plateia dezenas de estudantes da rede pública, assistentes sociais e demais profissionais que atuam em setores ligados diretamente a crianças e adolescentes.

O evento de hoje faz parte do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI, que articula diferentes políticas públicas como saúde, educação e assistência social e tem como objetivo o combate ao trabalho infantil. A principal missão do programa é fortalecer a rede de serviços, realizando ações de proteção e prevenção direcionadas à criança e ao adolescente em situação de trabalho e vulnerabilidade infantil.

Vale lembrar que é considerado trabalho infantil aquele realizado por crianças ou adolescentes com idade inferior a 16 anos, a não ser na condição de aprendiz, quando a idade mínima permitida passa a ser de 14 anos.

Texto: Rádio Muriaé – reprodução na íntegra ou parcial do conteúdo (texto e imagem) permitida somente mediante crédito.

Fonte : Rádio Muriaé

Postado originalmente por: Rádio Muriaé

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: