Reforma da E.E. Silveira Brum: manifestação cobra esclarecimentos sobre suspensão da obra


Participantes se concentraram na Pçª João Pinheiro e marcharam até a sede da Superintendência de Ensino
O diretor educacional da SRE, Sandro Carrizo, falou sobre a situação

Reforma da E.E. Silveira Brum: manifestação cobra esclarecimentos sobre suspensão da obra
Os manifestantes se concentraram na Pçª João Pinheiro, de onde saíram em passeata até a sede da SRE

A obra começou no início de setembro de 2018, foi suspensa 4 dias depois, e está paralisada desde então

Durante o percurso, o grupo parou por alguns minutos na porta da escola

Por fim, os participantes fizeram ato em frente a SRE e uma comissão foi convidada a se reunir com a diretoria do órgão

 

Uma manifestação foi realizada nesta quinta-feira (21) em protesto pela suspensão da reforma da Escola Estadual Silveira Brum, uma das mais tradicionais e respeitadas instituições de ensino da região, localizada no centro de Muriaé. A obra foi iniciada no início de setembro de 2018, porém, os trabalhos foram paralisados quatro dias depois, devido a necessidade de adequações no projeto.

Funcionários da escola, que tem 106 de história, e pais de alunos se concentraram na Praça João Pinheiro, de onde saíram em passeata até a sede da Superintendência Regional de Ensino (SRE) de Muriaé, na rua Getúlio Vargas, próximo à avenida Constantino Pinto.

Há praticamente sete meses, desde o início da obra, os mais de 700 alunos do Silveira Brum, que residem em diversas regiões da cidade, estão distribuídos em duas instituições estaduais de ensino no bairro São Francisco, sendo elas: E.E. Padre Maximino Benassati e Centro Estadual de Educação Continuada (CESEC).

Durante ato em frente à sede da Superintendência, o Diretor educacional da SRE, Sandro Carrizo, distribuiu nota oficial do órgão com informações sobre a paralisação da obra e usou o sistema de som dos manifestantes para falar sobre a situação (Vídeo 2).

Na sequência, uma comissão, composta por funcionários da escola e pais de alunos, seguiu para uma reunião com Carrizo e o engenheiro da Superintendência, na qual detalhes técnicos seriam esclarecidos.

Confira a nota da Superintendência Regional de Ensino de Muriaé

Texto: Rádio Muriaé – reprodução na íntegra ou parcial do conteúdo (texto e imagem) permitida somente mediante crédito.

 

Fonte : Rádio Muriaé

Postado originalmente por: Rádio Muriaé

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: