Anuncie
Muriaé e Região

Representante do HSP fala sobre Pronto Socorro, cirurgias eletivas e emendas parlamentares

Por: Rádio Muriaé 20/10/2017 12:48
por ambos serem filantrópicos.

Representante do HSP fala sobre Pronto Socorro, cirurgias eletivas e emendas parlamentares
O advogado Aristides Torres, do Depto Jurídico do HSP, esteve nos estúdios da 1140 nesta sexta (20)

O Hospital São Paulo (HSP) foi tema de entrevista nesta sexta-feira (20) na Rádio Muriaé. Representando a instituição, o advogado Aristides Torres, integrante do Departamento Jurídico do HSP, falou da realidade do Pronto Socorro, e deu esclarecimentos sobre as chamadas “cirurgias eletivas” e também quanto as verbas públicas destinadas ao hospital por meio de emendas parlamentares.

Sobre o Pronto Socorro (PS), o advogado lembrou, citando a Lei Orgânica do Município, que a manutenção do atendimento de saúde de urgência e emergência é de responsabilidade da administração municipal, que pode manter um PS próprio ou através de convênio com instituição do setor, como ocorre com HSP.

Ele reiterou que atualmente, após aumento, a prefeitura de Muriaé repassa ao hospital R$ 340 mil ao mês para despesas do Pronto Socorro, porém informou que o custo mensal do setor gira entorno de R$ 850 mil a R$ 900 mil, e que descontando recursos federais e estaduais, o PS convive com um déficit atual de pelo menos R$ 100 mil a cada mês.

Quanto às cirurgias eletivas, Torres explicou que tais procedimentos são aqueles que não exigem urgência e que esse critério é indicado pelos médicos. Ele esclareceu também que fila de espera se dá em todo o país, e que o hospital tem um limite mensal de cirurgias custeadas pelo SUS, e que ainda assim, o sistema federal cobre 60% dos gastos com as operações, ficando os outros 40% a cargo da instituição.

Em relação as verbas públicas viabilizadas por políticos, o advogado detalhou que, via de regra, o dinheiro não chega de imediato e que a liberação é feita, quase sempre, em parcelas, e não de uma só vez, como muitos pensam.

Ele explicou também que por lei apenas instituições filantrópicas podem receber verbas públicas e que, por isso, em Muriaé este tipo de recurso é destinado somente ao HSP e ao Hospital do Câncer, 

 

Fonte : Rádio Muriaé

Postado originalmente por: Rádio Muriaé

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: