Contra taxa de iluminação pública moradores da zona rural participam de Sessão da Câmara

Na noite desta terça-feira (21) foi realizada na Câmara de Andradas a 9ª sessão ordinária de 2019. Um dos assuntos mais importantes tratados pelos vereadores foi o início da cobrança da taxa de iluminação pública dos moradores da zona rural do município.
Bastante contrariados com a cobrança, cerca de dez deles estiveram presentes no auditório da casa, a espera de alguma ajuda dos vereadores para que a taxa fosse eliminada. O cafeicultor Adauto Coelho, morador do Bairro São José da Cachoeira e também membro do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Andradas, Ibitiúra de Minas e Caldas, conversou com o Jornal da Cidade sobre o assunto.
De acordo com ele a taxa deve ser revogada porque os moradores do campo sequer possuem o serviço de iluminação pública. Sobre ao início da cobrança e esta observação feita pelo morador na última segunda-feira o Prefeito Rodrigo Lopes conversou com o Programa “Em Dia com a Notícia”. O chefe do Poder Executivo local afirmou que a cobrança é legal, foi aprovada pela Câmara e caso não seja feita ele mesmo poderá ser responsabilizado por abrir mão de receita.
Durante os debates os vereadores admitiram terem aprovado a lei, mas alegaram que o texto enviado para o Poder Legislativo não era claro e quando a aprovação aconteceu eles não tinham noção que esta taxa começaria a ser cobrada.
De acordo com o presidente da Câmara Márcio Teodoro nesta quinta-feira (23) haverá um encontro com o Prefeito Rodrigo Lopes e também com um representante da Cemig para tentar achar uma solução para o problema.
Confira a reportagem completa!

Postado originalmente por: Rádio Vinícola

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: