Crise impede votação de reformas do trabalho e previdenciária

A crise política que envolve o presidente Michel Temer suspendeu o calendário da reforma trabalhista e deve suspender o andamento da proposta de mudanças na Previdência. O deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), relator da proposta para aposentadoria, disse que não há espaço para avançar com o tema nessas circunstâncias.

A Proposta de Emenda Constitucional está em tramitação na Câmara dos Deputados, e o governo estava articulando para conseguir os 308 votos necessários para aprová-la no fim de maio ou o início de junho.

O relator da reforma trabalhista no Senado, Ricardo Ferraço (PSDB-ES), disse que a crise institucional é tão grave que a reforma trabalhista se tornou secundária.  Ferraço é membro das comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e de Assuntos Sociais (CAS) do Senado e previa que a votação do texto no plenário seria entre os dias 12 e 15 de junho. As informações são da Agência Brasil.

Postado originalmente por: Sucesso FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: