Dono da JBS retorna ao Brasil para novos depoimentos

O empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS, retornou ao Brasil e já prestou novo depoimento a Procuradoria Geral da República, em Brasília. Ele possui um acordo de delação premiada na investigação sobre dinheiro em contas no exterior destinado pela JBS aos ex-presidentes Lula e Dilma. A procuradoria também ouviu o diretor da J&F, Ricardo Saud, outro delator da Lava Jato.

Neste depoimento os empresários teriam esclarecido ao procurador da República Ivan Cláudio Marx, no âmbito de um Procedimento Investigatório Criminal (PIC) instaurado para apurar o repasse de recursos por parte do grupo empresarial ao Partido dos Trabalhadores, por intermédio do ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Os recursos, originários de contratos com o BNDES, Funcef e Petros, teriam contas no exterior como garantia, cujos extratos seriam mostrados por Mantega aos ex-presidentes Lula e Dilma. Já que não possuem envolvidos com foro privilegiado, o caso será julgado em primeira instância, tramitando de forma reservada na Procuradoria da República no Distrito Federal.

Na delação, Joesley Batista disse que depositou US$ 150 milhões em contas no exterior a pedido do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega e que esse dinheiro seria propina relacionada a empréstimos e aportes financeiros do BNDES. O dinheiro teria financiado campanhas políticas.

Joesley estava no exterior desde que foi divulgada a informação de que ele e outros executivos do grupo fecharam acordo de delação premiada e, agora, deverá prestar também um depoimento a Polícia Federal sobre as investigações que apuram suposto favorecimento do BNDES à JBS. As informações são do Portal G1.

Postado originalmente por: Sucesso FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: