Possível crime cibernético é investigado pela Polícia Civil de Divinópolis

A Delegacia de Polícia Civil de Divinópolis, investiga um possível crime cibernético, denunciado por uma moradora, que preferiu não ser identificada. Ela disse que foi vítima de crimes previstos na Lei Carolina Dieckmann, que está em vigor para punir crimes virtuais desde 2013, alegando que teve uma foto com a filha utilizada por um perfil falso para divulgar programas e pornografia na internet.

Segundo a vítima de Divinópolis, a pessoa responsável pela postagem disse que viu sua foto em um site, que é um site de pornografia do Rio de Janeiro, e considerou que ela fosse alguma garota de programa.

A delegada Adriane Lopes de Oliveira está responsável pela investigação, e disse que na cidade, crimes virtuais como o relatado pela mulher têm sido registrados diariamente. A orientação repassada por ela é que a pessoa ‘printe’ aquela página onde foi divulgada a foto, imagens ou mensagens, e entregue na delegacia para que o caso seja apurado.

De acordo com a Lei Carolina Dieckmann, como ficou conhecida a Lei Brasileira 12.737/2012, sancionada em 30 de novembro de 2012, a punição é ainda maior quando os crimes virtuais forem cometidos contra menores de idade, como é o caso investigado em Divinópolis. Além disso, quem compartilha e guarda este tipo de material também pode ser penalizado. A pena  prevê detenção, de 3 meses a 1 ano, e multa.

O promotor da Vara de Infância e da Juventude em Divinópolis, Carlos José Fortes, alerta que quem compartilha esse tipo de foto, mensagem ou imagem, também comete crime e está sujeito á mesma penalidade prevista na lei.

O post Possível crime cibernético é investigado pela Polícia Civil de Divinópolis apareceu primeiro em Rádio Sucesso FM.

Postado originalmente por: Sucesso FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: