Vereador acusado de pedofilia em Carmo do Cajuru pode ser condenado a 100 anos de prisão

A Polícia Civil em Carmo do Cajuru encerrou o inquérito que apurava crimes de pedofilia envolvendo o vereador Carlos Anderson da Silva (PDT), de 45 anos. Agora, os vereadores vão se reunir nesta quarta-feira (14) para votarem pela cassação ou não do mandato do parlamentar.

Carlos Henrique da Rádio, como é conhecido, está no Presídio Pio Canedo em Pará de Minas e o julgamento pode ocorrer dentro de um ano, como informou ao Portal G1, o delegado responsável pelo caso, Weslley de Castro. As investigações começaram a partir de uma denúncia e foram finalizadas com 15 vítimas identificadas.

Segundo o delegado, o vereador foi indiciado por estupro de vulnerável e ainda existem mais seis crimes que indicam que ele se masturbava na presença de vítimas. Se forem somadas as penas mínimas para cada uma das 15 vítimas, o vereador deve pegar mais de 100 anos de prisão, tendo que cumprir 30 anos, segundo o Código Penal Brasileiro.

A sessão extraordinária na Câmara de Vereadores de Carmo do Cajuru, está marcada para às 18h. Atualmente, a vaga de Carlos Henrique é ocupada pelo suplente, Sebastião Faria Gomes. Carlos foi o vereador mais votado na última eleição municipal, com 674 votos.

Postado originalmente por: Sucesso FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: