Pesquisa mostra que trabalhador de baixa instrução foi o mais prejudicado na pandemia

Pesquisa ainda revelou que o trabalhador com ensino superior completo atuaram mais durante a pandemia

Os trabalhadores brasileiros com nível de instrução mais baixo foram os mais prejudicados pelo choque provocado pela pandemia de Covid-19 no mercado de trabalho, conforme indica um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

No primeiro trimestre de 2021, o número de horas trabalhadas pelos profissionais com ensino fundamental incompleto despencou 12,9% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. Por outro lado, as pessoas com ensino superior completo trabalharam 11,7% horas a mais do que no mesmo período do ano anterior.

O levantamento ainda mostra perda no número de horas trabalhadas também para quem tinha o ensino fundamental completo (-6,0%) e ensino médio completo (-4,1%).

Vale ressaltar que as informações possuem como referência os microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, apurada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Anexos para downloads:

%d blogueiros gostam disto: