Acordo entre cafeicultores e entidade financeiras é selado na 1ª Plenária do Café

Realizada na segunda-feira, 14, no anfiteatro da Câmara Municipal de Manhuaçu, a 1ª Plenária dos Cafeicultores do Leste de Minas, promovida pela Câmara do Café do Leste de Minas, colocou, frente a frente, cafeicultores, EMATER, FAEMG, instituições financeiras, sindicatos e os deputados federais da Frente Parlamentar do Café. O tom do debate foi bastante acalorado, sempre evidenciando a enorme dificuldade enfrentada pelos produtores rurais. E dessa vez eles tiveram voz.

Depois da composição da mesa principal, seguida da execução do Hino Nacional Brasileiro, deram início as explanações. O primeiro a falar foi o Vice-presidente da Câmara do café do Leste e Matas de Minas e Cafeicultor de Espera Feliz, Sr. Antônio José Semiquelle, que relatou as inúmeras tentativas de abrir diálogo com autoridades, a fim de levar reivindicações sobre o setor. Em seguida, muito emocionado, porém firme, o produtor Jose Antônio Hemerick, de Manhumirim, relatou sua situação e como se sentiu desamparado pelas instituições financeiras no momento que mais precisou. “Eu planejei, eu trabalhei, eu acreditei, mas nada aconteceu. O ano foi de preço baixo, doença e mais uma série de infinidades. Queremos pagar nossa dívida, porém pedimos que os bancos nos apresente taxas compatíveis com nossa realidade, não esse abuso que está sendo cometido no momento em que estamos mais fragilizados”, reclamou.

Os deputados federais Emídio Madeira (PSB-MG), presidente da Frente Parlamentar do Café e Evair de Melo (PP-ES), vice-presidente, também utilizaram do espaço para falar das medidas sugeridas pelo congresso para melhorar a situação da agricultura brasileira. Emídio criticou a possibilidade de privatização de bancos públicos. “Hoje podemos discutir todas as formas de negociação do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. Se esses bancos são privatizados, aí sim, o produtor não vai ter nenhuma solução, a não ser se sujeitar ao que essas instituições impuserem”, criticou.

Também estavam presentes e se pronunciaram Breno Mesquita, cafeicultor e diretor da FAEMG e presidente das Comissões de Café da FAEMG e da CNA, Dra. Helena de Cássia Carneiro, assessora jurídica da FAEMG e Rômulo Matozinho, gerente regional da EMATER.

O Banco do Brasil foi representado na plenária pelo gerente de agronegócios em Minas Gerais, Daniel Alves, enquanto o Sicoob Credilivre de Manhuaçu pelo vice-presidente do Conselho de Administração Vinícius Magalhães Dutra e pelo diretor administrativo Cassius Lopes da Silva. Em acordo com os cafeicultores e seus representantes foram apresentadas duas linhas de recuperação de crédito. A primeira já estava sendo trabalhada por meio de negociação, que é a linha do manual de crédito rural 269, no qual oferece dois anos de carência e de cinco a dez anos para parcelamento, deixando claro que não existe valor a ser pago no ato da prorrogação, somente a taxa de juro de 0,5% nas parcelas.

Já a segunda linha de crédito contempla três anos de carência, podendo ter o parcelamento em até 12 anos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), porém com juro de 1% ao mês. Nesse caso de renegociação pode haver o travamento do titular e do avalista. É nesse quesito final que a Câmara do Café e os demais representantes de classe discordam. “Agora é aguardar que esse acordo firmado na plenária seja de fato cumprido. Os cafeicultores endividados podem procurar as instituições financeiras para fazer o acordo. No caso do Banco do Brasil, Dr. Daniel Alves, Gerente de Agronegócios de Minas Gerais me passou três contatos que falo direto com ele no caso de não ser cumprido pelas agências da região naquilo que foi acordado por ele. Confiamos que conseguimos avançar para desafogar o produtor, mas precisamos esperar para ver se as promessas feitas aqui serão cumpridas”, ponderou Admar Soares, presidente da Câmara do Café do Leste de Minas.

Caso não ocorra entendimento entre as partes, a orientação é que os cafeicultores procurem os Sindicatos e entidades representativas.

Klayrton de Souza – Tribuna do Leste

Postado originalmente por: Tribuna do Leste – Manhuaçu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: