Eleita a nova diretoria da Fundação Manhuaçuense de Cultura

A Fundação Manhuaçuense de Cultura realizou na noite de quarta-feira, 10, a eleição para a escolha de sua nova diretoria, para o biênio 2019/2022. A chapa única encabeçada pelo acadêmico, Dr. Paulo Roberto de Magalhães Alves foi eleita por aclamação pelos membros efetivos com direito a voto.

A partir de agora inicia o planejamento para dar continuidade ao trabalho da diretoria anterior, bem como é pretensão desenvolver atividades, que venham a fortalecer e atrair pessoas que gostam de cultura, para estarem também fortalecendo as ações culturais.
Ao ser aprovada por unanimidade a chapa, o presidente eleito disse de sua alegria pelo respeito dos demais colegas, além de seu compromisso para dar continuidade ao trabalho até agora do atual presidente, Dr. Luiz Gonzaga Amorim, que conclui de maneira singular seu mandato.

Dr. Luiz Amorim disse à reportagem que ficou imensamente feliz ao perceber que todos apoiaram a chapa única, sem que houvesse divisão de pensamentos para a continuidade em zelar pela cultura. Enfatizou ainda que toda a riqueza cultural está na Casa de Cultura, que está bastante esquecida por parte da Administração Municipal, que está deixando um grande tesouro jogado fora. “O que temos de cultura está aqui. Temos jornais de 1800, 1860 e um acervo riquíssimo dentro dessa casa, fundada em 1979 pelo comandante do Batalhão, Tenente Coronel Fábio do Patrocínio; em 1981 a professora Ilza Campos Sad foi eleita presidente. Daí para cá muitas coisas importantes aconteceram”, relata Dr. Luiz Amorim.

Segundo o presidente eleito, a aprovação de seu nome por todos os membros traduz a confiança e responsabilidade em sua pessoa, para alavancar projetos para a Casa de Cultura, Academia Manhuaçuense de Letras e fortalecer a cultura regional. “Somos hoje 40 acadêmicos e assim precisamos esforçar ao máximo no sentido de termos o foco principal a cultura. Precisamos que o Poder Público chegue mais próximo de nós. Infelizmente, não temos resposta imediata, para alavancar um projeto tão significante”, destaca o presidente eleito da Fundação Manhuaçuense de Cultura.

A nova diretoria ficou assim constituída: presidente, Paulo Roberto de Magalhães Alves; vice-presidente, prof. Eduardo Portilho; primeiro secretário, Amélia Viana; segundo secretário, Marisa de Souza Barbosa; primeiro tesoureiro, Joventino Ribeiro; segundo tesoureiro, Mariângela Bastos. Conselho Fiscal efetivo: Érica Otoni, Sérgio Alvim e Heb Bechara. Conselho Fiscal suplente: Luiz Amorim, Márcia de Souza Lacerda e Maria de Lourdes Viana.

Eduardo Satil

Postado originalmente por: Tribuna do Leste – Manhuaçu

Um comentário em “Eleita a nova diretoria da Fundação Manhuaçuense de Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: