Profissionais da educação do estado anunciam paralisação para o dia 22 de março

No dia 9 de março os professores da rede estadual de ensino de Minas Gerais, se reuniram e decidiram pela paralisação e a realização de uma assembleia no dia 22 de março, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), em Belo Horizonte. Entre os assuntos a serem tratados estão a luta contra a reforma da previdência e a tentativa de abertura de negociação com o Governo do Estado, conforme informações do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG).

A coordenadora do Sind-UTE, subsede Manhuaçu, Fani Hot, diz que toda a categoria de profissionais em educação será convocada a participar da mobilização para que as tratativas também incluam o retorno do pagamento no quinto dia útil do mês e que os parcelamentos do 13º também sejam revistos. “Convocamos a categoria para enviar e-mails para os deputados federais e senadores sobre o parcelamento e também a respeito da reforma da previdência. Do jeito que a reforma está encaminha é inviável para os profissionais em educação pois o trabalho dos profissionais vai muito além do desenvolvido dentro da sala de aula. O professor tem que estar estudando e se preparando, e nós devemos reivindicar nossos direitos porque muitos desconhecem a complexidade do cargo”, disse.

Está marcado para o dia da paralisação, uma assembleia que pode definir pela continuidade da greve ou não. Lembrando que em 2018, os professores ficaram 42 dias ininterruptos em paralisação, em protesto contra o governo de Fernando Pimentel (PT).

Fani Hot reitera que os sindicados de diversas categorias estão convocando os trabalhadores para o Dia Nacional de Mobilização Contra a Reforma da Previdência, que será também no dia 22 de março.

Danilo Alves – Tribuna do Leste

Postado originalmente por: Tribuna do Leste – Manhuaçu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: