Grupo Solar reforça papel do jornalismo profissional

O surgimento de casos do novo coronavírus (Covid-19) em Juiz de Fora alterou a rotina do Grupo Solar. Editorialmente, o jornal Tribuna de Minas (impresso e on-line), além da Rádio CBN Juiz de Fora (91,3 FM), adotou como medida priorizar as informações relacionadas à pandemia. Em tempos de disseminação de notícias falsas e desencontradas, o grupo reforça seu papel de esclarecer e informar a população, promovendo prestação de serviço com a seriedade o momento exige.

O crescimento do fluxo de acessos ao portal da Tribuna demonstra a credibilidade e a força do jornal em Juiz de Fora e região. Apenas em março, foram registradas mais de quatro milhões de visualizações, um aumento de 83% se comparado a igual período de 2019. Na avaliação da diretora-geral e comercial do Grupo Solar, Suzana Neves, trata-se da confiança da população no veículo quando o momento exige notícias verdadeiras. “Nosso compromisso é com os fatos, evitando a disseminação das fake news. Todos os acontecimentos são divulgados em tempo real através das nossas plataformas.”

Márcia Neves, também diretora-geral e comercial do Grupo Solar, reforça o papel social de uma empresa de comunicação neste momento. “Cobramos informações e provocamos as autoridades, para que todos os esclarecimentos sejam dados. Vivemos um momento único em nossa cidade e não poderíamos fugir desta responsabilidade.”

Cuidados internos

Internamente, o Grupo Solar adotou medidas para evitar a disseminação da Covid-19 e garantir a segurança dos seus colaboradores. Uma delas foi o incentivo ao home office, tanto no setor administrativo como também no de jornalismo. A partir de agora, parte dos repórteres apura, produz e envia matérias da própria casa, com o intuito de contribuir para a redução do fluxo de pessoas nas ruas, no transporte público e na própria redação.

Na sede da Alameda Pássaros da Polônia, no Bairro Estrela Sul, álcool em gel está à disposição de todos. E também há mais atenção com a limpeza de mesas, cadeiras e demais objetos. Além disso, a Rádio CBN Juiz de Fora limitou o fluxo de pessoas dentro do estúdio. Colunistas e entrevistados participam da programação somente através do telefone. Também foram reduzidas as gravações dos programas do TMTV.

Márcia e Suzana explicam que outros cuidados foram adotados para evitar a contaminação, não somente dos colaboradores como também dos leitores e parceiros comerciais. “Os moto entregadores do jornal receberam um kit de higienização, assim como os colaboradores do balcão de anúncios e os executivos de contas que fazem atendimento externo.”

Postado originalmente por: Tribuna de Minas – Juiz de Fora

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: