JF vai receber mais doses da vacina contra a gripe nesta quarta

Cartaz afixado na UBS do Bairro Teixeiras relatava falta de doses (Foto: Wendell Guiducci)

Os juiz-foranos têm formado filas nos postos de vacinação contra a gripe em Juiz de Fora. A campanha, antecipada em razão da pandemia de coronavírus, começou nesta segunda-feira (23), quando já foi registrada grande demanda. Somente no posto da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), 790 idosos receberam a dose no primeiro dia. Nesta terça-feira, a alta procura pela vacina foi relatada por leitores da Tribuna, que verificaram falta de doses durante parte do dia. Questionada pela Tribuna, a Secretaria de Estado de Saúde (SES), responsável por repassar as vacinas aos municípios, informou que uma nova remessa será enviada a Juiz de Fora.

Uma leitora relatou que na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Bairro Filgueiras, na região Nordeste, a aplicação foi interrompida por volta das 10h por falta de doses. Na parte da tarde, o trabalho teria sido retomado. Quem procurou pela vacina na UBS do Bairro Teixeiras, Zona Sul, na parte da manhã, se deparou com o cartaz fixado com o informe “Vacina influenza acabou. Aguardamos reabastecimento”. Questionada, a Secretaria de Saúde da Prefeitura informou que recebeu, na última semana, a primeira remessa de doses do Estado, que foram destinadas às 63 unidades. Outra parte foi destinada aos profissionais dos serviços públicos e privados de saúde, que, juntamente com os idosos, estão no grupo prioritário da primeira fase da campanha. Ainda de acordo com a pasta, “a cada recebimento, o setor de imunização prepara uma nova rota de abastecimento para as salas de vacinação”.

A expectativa é de que mais doses sejam recebidas nesta quarta-feira (25), segundo informou a SES. À Tribuna, a pasta estadual disse que repassará às superintendências regionais mais doses da vacina contra o Influenza, vírus da gripe, nesta quarta, quando a campanha nacional chega ao seu terceiro dia.

Alta demanda

Fila no Pam Marechal nesta terça (Foto: Fernando Priamo)

Na tarde desta terça, a reportagem registrou que o movimento no PAM-Marechal era controlado, e as filas que se formaram respeitavam o distanciamento mínimo de um metro entre as pessoas, recomendado pelas autoridades em saúde para evitar a proliferação do vírus.

Ainda como medida para evitar o contato entre quem procura a vacina a pasta promoveu a aplicação de doses em sistema de drive thru nesta segunda, em posto especial montado na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). A alternativa, que promoveu a aplicação das doses dentro de automóveis, resultou na imunização de 790 idosos. Neste posto, o horário de vacinação é de 11h a 16 às segundas-feiras; das 8h às 16h de terça a sexta; e de 9h a 14h aos sábados.

Campanha se estende até maio

A cada semana, idosos de uma faixa etária diferente receberão as doses até o final da primeira fase, em 15 de abril. O sistema foi adotado pela Secretaria de Saúde da Prefeitura para evitar aglomerações de pessoas nas 63 unidades de saúde do município, tendo em vista o combate ao novo coronavírus. Pessoas com 80 anos ou mais serão vacinadas até esta sexta. Já os idosos de 70 a 79 anos receberão as doses de 30 de março a 3 de abril, e aqueles que têm 60 a 69 anos serão vacinados de 6 a 15 de abril. Recomenda-se o uso de máscara ao idoso que se dirigir até uma unidade de saúde.

Na segunda fase serão vacinados professores, profissionais das forças de segurança e salvamento e doentes crônicos. A terceira fase será destinada a imunizar crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com 55 anos ou mais, grávidas, mães no pós-parto, população indígena e pessoas com condições especiais.

A vacina ofertada é a trivalente, que protege contra os três subtipos do influenza: H1N1, H3N2 e Influenza B. Composta por vírus inativados, ou seja, mortos, é bastante segura. A dose é contraindicada para pessoas que têm histórico de reação grave a doses anteriores ou alergia grave a ovo de galinha. Ressalta-se que a vacina não imuniza contra a Covid-19, doença causada pelo coronavírus. A antecipação do período para imunização, pelo Ministério da Saúde, tem como objetivo auxiliar os profissionais de saúde a descartarem o Influenza na triagem de casos da doença.

Postado originalmente por: Tribuna de Minas – Juiz de Fora

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: