Juiz de Fora registra 49 casos prováveis de dengue

Conforme boletim epidemiológico da Secretaria de Estado e Saúde de Minas Gerais (SES-MG), atualizado na tarde desta terça-feira (17), Juiz de Fora registra 49 casos prováveis de dengue. Na semana passada, o boletim registrava 51 suspeitas na cidade. O número de casos ainda coloca a cidade na classificação de baixa incidência para a doença.

Outros municípios da região, no entanto, continuam com incidência muito alta – mais de 500 casos prováveis a cada cem mil habitantes -, como é o caso de Tocantins, com 1.180 notificações prováveis. A 118 quilômetros de Juiz de Fora, a cidade é a terceira com maior número de casos no estado, atrás apenas da capital, Belo Horizonte, e do município de Pará de Minas. Na Zona da Mata, Ubá (595), Visconde do Rio Branco (286), Rodeiro (250) e Astolfo Dutra (178) completam a lista de muita alta incidência.

Os municípios de Rio Pomba (62), Piraúba (33) e Santana do Deserto (13), também na Zona da Mata, apresentam, até o momento, alta incidência para a doença. Isso significa que estas cidades têm entre 300 e 499 casos prováveis a cada cem mil habitantes.

Em Minas Gerais, até o momento, foram registrados 30.729 casos prováveis de dengue. Dois óbitos foram confirmados: um no município de Medina e outro em Carneirinho, em decorrência de agravos causados pela dengue. Outras 17 mortes permanecem em investigação no estado, sendo três na Zona da Mata: em Além Paraíba, Muriaé e Senador Firmino.

Chikungunya e zika

Com relação à chikungunya, foram registrados em 2020, até o momento, 2.776 casos prováveis em Minas Gerais. Na região, a cidade de Pirapetinga tem incidência muito alta para casos prováveis de chikungunya, com 48 notificações em 2020. O município é o que mais registra notificações entre as cidades mineiras. Tocantins tem 17 notificações da arbovirose, com média incidência – quando há entre cem e 299 casos prováveis por cem mil habitantes.

Com relação à zika, cinco cidades registram casos prováveis neste ano no estado, todas da Zona da Mata. O município de Ubá é o que tem maior número de notificações (16). Os outros municípios com casos prováveis de zika são Ubá (27), Tocantins (15), Visconde do Rio Branco (2) e Brás Pires (1). Uma notificação de caso provável de zika em gestante em Visconde do Rio Branco foi descartada. Por outro lado, uma das suspeitas registradas em Tocantins é de caso em gestante. Em todo o estado, há 206 casos prováveis, sendo 19 em gestantes.

Postado originalmente por: Tribuna de Minas – Juiz de Fora

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: