Relembre quais são os ‘serviços essenciais’ previstos na onda vermelha

O Comitê Municipal de Enfrentamento e Prevenção à Covid-19 decidiu, nessa quinta-feira (3), pela regressão de Juiz de Fora para a onda vermelha do Minas Consciente. A alteração vai acarretar restrições mais rigorosas para estabelecimentos comerciais no município, sendo mantidos apenas setores considerados essenciais pela Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) e pelo Governo de Minas Gerais. A mudança será oficializada no sábado (5) com a publicação de decreto no Diário Oficial do município, sendo que as novas medidas passam a valer a partir de segunda-feira (7).

Pelas diretrizes do programa estadual de retomada econômica, os municípios classificados na onda vermelha têm as maiores restrições. É bom lembrar que, desde a reformulação do Minas Consciente ocorrida em julho, as cidades possuem maior autonomia para definir seus próprios critérios e flexibilizar as medidas definidas pelo Governo estadual. De modo que a definição completa dos setores que serão restringidos poderá sofrer alterações no decreto a ser publicado pela PJF no sábado.

Confira alguns dos setores classificados como essenciais pelo Governo de Minas Gerais:

Alimentos

No setor de alimentos, são permitidos supermercados, padarias, restaurantes, lanchonetes e lojas de conveniência. Também permanecem liberadas as fabricações de gêneros alimentícios de bebidas. 

Os bares também podem funcionar, mas apenas com delivery ou retirada no balcão, além de ambulantes que trabalham com alimentos. Outros estabelecimentos de venda de alimentos permanecem sem alterações, como açougues, peixarias e hortifrutigranjeiros.

Comércio e serviços

O comércio atacadista também seguirá operando, em ramos como o comércio de animais, grãos, alimentos e bebidas. Estabelecimentos de vendas de materiais de construção e lojas de informática e aparelhos de comunicação também seguem funcionando, bem como comércio de veículos, peças e acessórios automotores.

Os trabalhos de vigilância e segurança privada, além de serviços de reparo e manutenção, também estão na onda inicial.

Saúde

O comércio varejista de produtos farmacêuticos é outro que está inscrito na onda vermelha, incluindo estabelecimentos como farmácias, drogarias, lojas de cosméticos e lavanderias. Pet shop e atividades veterinárias também estão previstas.

Instituições financeiras

Bancos, casas lotéricas e cooperativas de crédito estão previstas na onda vermelha do Minas Consciente. Serviços de previdência e cooperativas financeiras são outras instituições previstas.

Construção Civil

A construção civil e obras de infraestrutura também estão entre os serviços essenciais, assim como serviços de instalações elétricas, hidráulicas e outras instalações em construções.

Hotelaria

Hotéis, motéis, campings, alojamentos e pensões podem seguir funcionando em Juiz de Fora. O protocolo estadual também prevê “outros tipos de alojamento não especificados”.

O post Relembre quais são os ‘serviços essenciais’ previstos na onda vermelha apareceu primeiro em Tribuna de Minas.

Postado originalmente por: Tribuna de Minas – Juiz de Fora

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: