Baixa no estoque de carnes, produtos de confeitarias e hortifrutis preocupa supermercados

Os transtornos da greve geral promovida pelos caminhoneiros também prejudica o setor alimentício. No CEASA, o principal fornecedor hortaliças de Minas Gerais, os caminhões não saem nem chegam com os alimentos. Frutas, verduras e legumes já começam a faltar nos mercados de Divinópolis e preocupa a população.

A greve dos caminhoneiros chega ao quarto dia e os reflexos já são sentidos por toda população. Postos sem combustíveis, estabelecimentos comerciais e varejões sem produtos.  Um supermercado do bairro Danilo Passos a gerência colocou uma placa para avisar os clientes sobre a falta de produtos.

Os produtos que são matéria prima dos itens de confeitaria foram os primeiros a faltar. Aos poucos, o estoque de carne também está indo embora. Em relação aos hortifrutis e verduras, a preocupação é maior. O pedido no CEASA foi feito na última segunda-feira e até hoje não chegou.  

Alguns produtos já estão em falta, como é o caso da mandioca, do mamão, inhame e tomate, que só tinham poucas unidades. Os próprios consumidores já sentem os impactos da greve. Se tá parado na rodovia, não vende. O consumidor perde e as empresas também.

Postado originalmente por: TV Candides

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: