Jorge Marra é indiciado por homicídio de pré-candidato a vareador de Patrocínio

Nesta terça-feira, 6, a Polícia Civil concluiu o inquérito da morte de Cássio Remis, pré-candidato a vereador, que foi baleado no dia 24 de setembro. Os agentes indiciaram Jorge Marra, secretário de obras, que foi flagrado disparando o tiro e está preso. Ele afirma que agiu em legítima defesa.

Os investigadores ouviram 25 pessoas e produziram 15 laudos periciais durante a apuração. Eles concluíram o inquérito de mais de 380 páginas e indiciaram Jorge por homicídio duplamente qualificado – por motivo fútil e dissimulação –, roubo majorado pelo concurso de agentes, e porte ilegal de arma de fogo. Um motorista também foi indiciado por suspeita de majorado pelo concurso de pessoas e favorecimento pessoal ao auxiliar na fuga do suspeito.

A motivação do crime como cunho político foi descartada pela delegada Ana Beatriz de Oliveira Brugnara. “Não é um crime político. Pode envolver um contexto político, mas fundamentamos no motivo fútil, por entendermos que o ato criminoso foi desproporcional às razões de uma possível denúncia que a vítima estaria realizando contra o suspeito”, explicou.

De acordo com a apuração, também foi descartada a possibilidade do crime ter sido premeditado, pois Marra não estava com a arma de fogo ao encontrar a vítima, minutos antes do crime. Ele precisou ir para outro lugar pegar o revólver, tendo demorado em média de 10 a 15 minutos.

O caso será encaminhado para Justiça, enquanto isso Jorge permanecerá no Sistema Prisional.

 

O caso

O crime aconteceu após a vítima fazer uma live para mostrar uma obra que funcionários da prefeitura faziam em uma casa. Ele afirmou que o serviço estava sendo usado de modo particular em um imóvel que seria o comitê de campanha do atual prefeito. Nas imagens é possível ver Jorge saindo de um carro, Cássio avisa no vídeo que o secretário foi até o local para agredi-lo. O suspeito pega o celular da mão do candidato a vereador e a live é encerrada.

De acordo com a apuração, Jorge teria voltado para o carro em posse do celular da vítima e seguido para o Secretaria de Obras. A vítima foi atrás para tentar pegar o aparelho de volta. Na porta do prédio, os dois discutiram, momento em que o suspeito pegou um revólver. Cássio tentou fugir, mas foi baleado por pelo menos cinco tiros.

Após o crime, o secretário entrou em uma caminhonete e fugiu.

Exoneração

A Prefeitura de Patrocínio divulgou em coletiva de imprensa que Ronaldo Correia ficará no lugar de Jorge Marra na Secretaria Municipal de Obras. Mesmo sendo irmão do ex-secretário, o prefeito Deiró Marra já havia confirmado que Jorge seria exonerado do cargo logo após o homicídio de Cássio. O procedimento foi feito no dia seguinte e o novo secretário já tomou posse. Ronaldo já passou pela secretaria e estava atuando como superintendente do Departamento de Água e Esgoto de Patrocínio (DAEPA), onde permanecerá temporariamente ao lado do Diretor Operacional e ex-subcoordenador da secretaria de obras, Vilson Pinheiro.

Saiba mais

Candidato a vereador é morto a tiros em Patrocínio e Secretário de Obras é principal suspeito

Caminhonete e arma de ex-secretário de obras de Patrocínio é encontrada em Perdizes

Pré-candidato a vereador morto a tiros é velado e sepultado em Patrocínio

‘Basta! Não vale tudo na política’, diz Anastasia sobre morte de ex-vereador

‘Estarrecido’, diz Zema sobre assassinato de pré-candidato em Patrocínio

Ex-secretário de obras flagrado atirando em Cássio Remis se entrega a polícia em Patrocínio

Ex-secretário de obras alega ter matado Cássio Remis por legítima defesa

Após Jorge Marra se envolver em homicídio, novo secretário de obras toma posse em Patrocínio

Postado originalmente por: Portal V9 – Vitoriosa

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: