ALMG fica dividida sobre aprovação de projeto da recomposição salarial da segurança

Parlamentares que defendem servidores da segurança afirmaram que vão obstruir outras votações caso o projeto não seja aprovado 

O Projeto de Lei encaminhado pelo governador Romeu Zema (Novo) à Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) que trata da recomposição salarial dos servidores da segurança pública, como Policiais Civis e Militares, Bombeiros, entre outros, tem causado divergência entre os deputados e revolta entre os servidores de outras categorias.

O projeto do governo foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CJJ) e, posteriormente, passaria pela Comissão de Fiscalização Financeira, mas foi justamente aí que começou o impasse. Na última terça-feira (11) apesar da pressão dos próprios trabalhadores que estiveram na Casa para acompanhar a votação, o projeto não foi votado.

Outra reunião foi marcada para quarta-feira (12), mas por falta de quórum, o texto também não foi apressado pelos parlamentares. Além disso, a deputada Beatriz Cerqueira (PT) apresentou uma emenda que pretende estender a recomposição salarial para todas as categorias.

Segundo Bruno Engler (PSL) a proposta da deputada do PT é inconstitucional. “Eles (deputados do PT) falarem que estão fazendo essa recomposição é mentira. Isso é inconstitucional, isso tem que vir através do governador. E se o governador mandar projeto de recomposição para qualquer categoria, nós vamos votar com muito prazer”, comentou.

Trabalhadores da educação, saúde, dos correeiros e até petroleiros foram à ALMG e cobraram uma reposta do governo, já que o projeto para recomposição salarial de outras áreas ainda não foi encaminhado ao Legislativo.

Os trabalhadores ainda questionam melhores condições de trabalho e o pagamento do 13º salário referente ao ano de 2019.

A expectativa é de que os integrantes da Comissão de Fiscalização Financeira votem o texto nesta quinta-feira (13). Caso o projeto ainda fique parado na comissão, os representantes dos servidores da segurança na Assembleia adiantaram que vão obstruir outras votações.

Anexos para downloads:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: