Azeite falsificado ou com mistura pode gerar problemas à saúde

Aliado no combate a doenças cardiovasculares e muito usado para temperar saladas e na preparação de alimentos, o azeite pode causar problemas à saúde, caso seja falsificado.

O verdadeiro azeite vem da azeitona pura a partir da prensagem do fruto maduro da oliveira, que é tratado por processos físicos, como lavagem, moagem, prensa fria e centrifugação.

Segundo Dennis Nakamura, da Relp! Aceleradora de Restaurantes, “o problema é que a diferença não está apenas no sabor, mas principalmente na composição química, que chega a influenciar os benefícios do azeite para nossa saúde”.

Somente neste ano, seis marcas de azeite tiveram suas vendas suspensas no Brasil, pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Foi inspecionado que em todos os azeites havia misturas de óleos diversos e até ausência do próprio azeite de oliva. Segundo o órgão, a utilização de qualquer outro produto na composição do azeite é considerada como fraude.

Segundo Dennis, a dica para que as pessoas comprem e consumam um azeite de qualidade é conferir na embalagem se consta a informação de que o produto é virgem ou extravirgem. Outra recomendação é conferir a data da colheita das azeitonas.

No site Universo do azeite Premium é possível ver quais marcas vendem os produtos mais confiáveis, e os respectivos pontos de venda.

Anexos para downloads:

Um comentário em “Azeite falsificado ou com mistura pode gerar problemas à saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: