Prefeito e vice de Ibitiúra de Minas são cassados pelo TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) manteve o pedido de cassação do prefeito de Ibitiúra de Minas, no Sul do estado, José Tarciso Raymundo (PSDB), e do vice-prefeito, Romildo do Prado Bernardo (PSD). Os ministros entenderam, por unanimidade, que houve abuso de poder político durante a campanha eleitoral em 2016.

A decisão do TSE também revogou uma liminar de 2017 que suspendia a realização de novas eleições na cidade. O então prefeito e o vice foram cassados pelo Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais após uma ação do Ministério Público Federal.

O TSE ainda manteve a inelegibilidade do prefeito José Tarcísio e o vice Romildo do Prado por oito anos, em sessão que aconteceu na última terça-feira (13).

A ação mostrou gravações com cerca de 40 servidores da prefeitura durante o horário de trabalho. Nestas reuniões, os servidores eram obrigados a conseguir apoio político e votos para a chapa de José e Romildo.

Caso os dois não fossem eleitos, os servidores seriam dispensados dos cargos. A defesa do prefeito contestou as provas afirmando que as gravações foram feitas de forma ilegal.

Apesar disso, o relator Jorge Mussi compreendeu que as gravações foram feitas de forma lícita.

Anexos para downloads:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: